Mundo

Scholz diz que Alemanha nunca vai reconhecer referendos no Donbass, Zaporozhie e Kherson

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report







Nesta quarta-feira (28), o chanceler alemão Olaf Scholz, durante conversa telefônica com o presidente ucraniano Vladimir Zelensky, afirmou que Berlim não vai reconhecer a legitimidade dos referendos.
“No que diz respeito à situação nas regiões de Lugansk, Donetsk, Kherson e Zaporozhie, ocupadas ilegalmente pela Rússia, o chanceler alemão observou que a Alemanha nunca reconhecerá os resultados dos falsos referendos”, diz o comunicado de imprensa.
Scholz também se comprometeu a continuar apoiando a Ucrânia nas áreas política, financeira e humanitária, bem como na defesa de sua soberania e integridade territorial. Esse apoio também inclui suprimentos de armas, acrescenta o comunicado.
De 23 a 27 de setembro foram realizados referendos nas RPD, RPL e regiões de Zaporozhie e Kherson que lhes permitiriam aderir à Rússia.
De acordo com os dados mais recentes, após a contagem de todas as cédulas, a adesão da região de Kherson à Rússia foi apoiada por 87,05% dos votantes, segundo a comissão eleitoral. Na RPD, 99,23% apoiaram a adesão da república à Rússia, enquanto 98,42% dos residentes da RPL votaram pela adesão à Rússia, acrescentando a Comissão Central Eleitoral da RPL que o referendo foi reconhecido como válido. Na região de Zaporozhie, ao final da apuração, 93,11% votaram pela adesão à Rússia.
Panorama internacional

UE anuncia novas sanções contra Moscou devido a referendos pró-Rússia



Este conteúdo foi verificado por RJ-2309 RJ-0292 RJ-0958

CMIO confirmou esta notícia. Fonte;

Via Sputnik News- IMG Autor

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.