Mundo

Engenheiro chinês é condenado por espionagem nos EUA

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report







Ji Chaoqun foi condenado após um julgamento de duas semanas em Chicago por agir ilegalmente como agente não declarado de um Estado estrangeiro e fazer declarações falsas.
Ele pode pegar até dez anos de prisão apenas na primeira acusação e até cinco anos pelos crimes de conspiração e declarações falsas.
O engenheiro chinês viajou para os EUA com visto de estudante em 2013, e em seguida se alistou no Exército dos EUA.
De acordo com as investigações do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, divulgadas nesta terça-feira (27), ele usou essa posição fornecer informações ao serviço secreto chinês e teria entregado dados de pessoas de interesse para Pequim.
Operação russa na Ucrânia

Irmã de preso dos EUA por espionagem na Rússia: não é hora de designar país como Estado ‘terrorista’

Ji Chaoqun foi preso em setembro de 2018 por suspeita de ter, a pedido do serviço secreto chinês, coletado informações pessoais de oito cidadãos americanos, todos naturalizados chineses ou taiwaneses, alguns deles sob contrato com o setor de defesa.
Segundo o Ministério da Justiça, ele cometeu esses atos a pedido de um “alto oficial de inteligência” do Estado chinês.
A investigação sustenta que Ji Chaoqun tentou também roubar segredos comerciais da GE Aviation, líder mundial na fabricação de motores de aeronaves, e de outras companhias aéreas, incluindo fornecedores do Exército dos EUA.
A decisão sobre sua sentença será tomada em 15 de novembro.



Este conteúdo foi verificado por RJ-2309 RJ-0292 RJ-0958

CMIO confirmou esta notícia. Fonte;

Via Sputnik News- IMG Autor

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.