Mundo

Com apoio de Elon Musk, EUA saúdam plano para burlar redução do acesso à Internet no Irã

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report







Enquanto o Irã promove uma repressão ao acesso à Internet no país, após protestos provocados pela morte de uma mulher de 22 anos sob custódia policial, os EUA pretendem aumentar as possibilidades para a população entrar na rede.
Ned Price disse hoje (26) que os “Estados Unidos saúdam o envolvimento de empresas privadas que buscam usar sua tecnologia para aumentar a acessibilidade à Internet no Irã, como a Starlink, de Elon Musk, em meio a recentes protestos antigovernamentais”.
O Escritório de Controle de Ativos Estrangeiros, do Departamento do Tesouro dos EUA, anunciou na semana passada uma expansão de uma licença geral, permitindo que uma maior variedade de serviços de Internet seja fornecida ao Irã.

© AP Photo / Olivier DoulieryNed Price Fevereiro de 2021

Ned Price Fevereiro de 2021
Na prática, os EUA retiraram diversas licenças, impostas em razão das sanções sobre a economia iraniana, para que empresas de tecnologia sejam capazes de ofertar Internet para a população do país do Oriente Médio.
A medida foi uma resposta às determinações das autoridades iranianas em meios às manifestações políticas no país.

Durante uma coletiva de imprensa, Price disse que “há razões para acreditar que as empresas [norte-americanas] estão agindo de acordo com a licença geral emitida na quinta-feira [22]”.

Ele incentivou as empresas de tecnologia que têm dúvidas sobre o uso de quaisquer recursos para promover a Internet no Irã a entrar em contato com o Departamento do Tesouro.
Janet Yellen, secretária do Tesouro dos EUA, fala durante turnê do prédio IRS New Carrollton Federal Building em Lanham, Maryland, EUA, 15 de setembro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 23.09.2022

Panorama internacional

Tesouro dos EUA sanciona polícia do Irã após morte de jovem sob custódia

Na última sexta-feira (23), Elon Musk, da Starlink, disse que ativaria o seu serviço de Internet via satélite “para apoiar o livre fluxo de informações”.
No entanto, a tecnologia exige que os terminais físicos sejam colocados no Irã, uma ação que o governo iraniano provavelmente não permitirá.
O governo de Joe Biden, também em resposta aos protestos, sancionou a chamada “polícia da moralidade” do Irã na semana passada, que tinha Mahsa Amini sob custódia após uma detenção por usar hijab “indevidamente”.
As autoridades iranianas afirmam que Amini morreu de ataque cardíaco enquanto estava sob custódia, falecendo em um hospital onde foi levada para tratamento.
Fundador das empresas SpaceX e Tesla, Elon Musk - Sputnik Brasil, 1920, 08.09.2022

Panorama internacional

Rússia derruba sistema de Internet Starlink, de Elon Musk, fornecido às tropas ucranianas



Este conteúdo foi verificado por RJ-2309 RJ-0292 RJ-0958

CMIO confirmou esta notícia. Fonte;

Via Sputnik News- IMG Autor

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.