Mundo

UE considera proibição da Kaspersky Lab, Gazprombank – Bloomberg – CMIO

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Cinco estados estão considerando uma nova rodada de sanções contra empresas russas

A Kaspersky Lab, uma empresa russa de segurança cibernética conhecida por seus antivírus, entre outros produtos, foi sugerida como alvo de uma nova rodada de sanções anti-russas a serem consideradas pela UE. Polônia, Irlanda e os três países bálticos pediram a Bruxelas que impeça os membros do bloco de usar seus produtos, informou a Bloomberg na sexta-feira.

A medida foi sugerida como uma forma de a UE reforçar as restrições existentes às negociações com a Rússia no campo da tecnologia, disse Bloomberg, citando um documento que viu e algumas pessoas familiarizadas com o assunto. Outras sugestões envolveram restringir as exportações de tecnologia para a Rússia e adicionar mais bens como máquinas de processamento de dados e dispositivos de armazenamento à lista negra de exportação de produtos de tecnologia.

O Gazprombank – um credor russo usado pelas empresas da UE para pagar as entregas de gás – foi apontado pelas cinco nações como outro alvo potencial para sanções. O banco até agora foi poupado da maioria das sanções do bloco devido ao seu papel nas transações de gás. Letônia, Lituânia, Estônia, Irlanda e Polônia agora sugerem cortá-lo do sistema de pagamento internacional SWIFT junto com alguns outros bancos russos.


UE vai impor novas sanções a Moscovo – Borrell

As cinco nações também apresentaram uma ampla gama de sugestões para endurecer as sanções anti-russas, desde a proibição de produtos de gás liquefeito de petróleo (GLP) até restrições à cooperação em energia nuclear e importações de diamantes da Rússia. A lista de sugestões também inclui a proibição de vendas de imóveis para empresas e indivíduos russos, que não são residentes da UE, bem como mais censura à mídia.

O relatório veio poucos dias depois que o chefe de política externa da UE, Josep Borrell, anunciou planos para novas sanções contra Moscou. Ele não esclareceu os detalhes, mas disse que eles teriam como alvo a economia russa e o setor de tecnologia em particular, enquanto a UE também colocaria na lista negra vários indivíduos.

Na quarta-feira, Vladimir Putin anunciou uma mobilização parcial, que convocaria 300.000 reservistas para participar do conflito com a Ucrânia. Na sexta-feira, as duas repúblicas do Donbass e as regiões de Zaporozhye e Kherson, controladas pela Rússia, iniciaram referendos sobre a adesão à Rússia, que estão programados para serem realizados entre 23 e 27 de setembro.

Você pode compartilhar esta história nas redes sociais:

Verificado por RJ983

Conteúdo traduzido

Ver fonte

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.