Mundo

Hungria nunca vai concordar em sancionar Gazprom ou Rosatom, diz MRE húngaro

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report







“Nós nunca concordaremos que a Rosatom ou a Gazprom sejam colocadas em uma lista de sanções, e nunca concordaremos que seja colocada em uma lista de sanções qualquer entidade que é importante para nós do ponto de vista do fornecimento de energia”, disse Szijjarto.
Autoridades da União Europeia disseram que em breve lançarão um novo pacote de sanções contra a Rússia em razão dos referendos nos territórios libertados da Ucrânia. Nesta sexta-feira (24), a votação foi iniciada e teve uma média de cerca de 20% de participação nas regiões.
Szijjarto se reuniu com o chanceler da Rússia, Sergei Lavrov, na quinta-feira (22) e exaltou a cooperação entre os dois países.

© Sputnik / Serviço de imprensa do Ministério das Relações Exteriores da RússiaO ministro das Relações Exteriores da Hungria, Peter Szijjarto, se reuniu com o chanceler da Rússia, Sergei Lavrov, durante a 77ª sessão da Assembleia Geral da ONU. Nova York, 22 de setembro de 2022.

O ministro das Relações Exteriores da Hungria, Peter Szijjarto, se reuniu com o chanceler da Rússia, Sergei Lavrov, durante a 77ª sessão da Assembleia Geral da ONU. Nova York, 22 de setembro de 2022.
“Temos uma cooperação muito abrangente no campo da energia. Para nós, é extremamente importante garantir que o fornecimento de energia para o país seja seguro. Gostaríamos de evitar uma situação em que qualquer família ou empresa húngara seja limitada no uso de gás ou produtos petrolíferos”, disse Szijjarto, na quinta-feira, a jornalistas.
Nesta sexta-feira (23), o Ministério das Relações Exteriores da Rússia emitiu um comunicado criticando a posição da União Europeia (UE). A pasta afirmou que nenhuma ameaça da UE ou de outros países ocidentais vai mudar os objetivos da operação militar especial da Rússia na Ucrânia, desencadeada em 24 de fevereiro.
Pessoas marcham durante celebrações do Dia da República Popular de Donetsk (RPD), no quinto aniversário da proclamação da independência (foto de arquivo) - Sputnik Brasil, 1920, 21.09.2022

Panorama internacional

Referendos pró-Rússia são democráticos e retratam fragmentação europeia, diz pesquisadora brasileira



Este conteúdo foi verificado por RJ-2309 RJ-0292 RJ-0958

CMIO confirmou esta notícia. Fonte;

Via Sputnik News- IMG Autor

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.