Mundo

Ex-general dos EUA adverte a Rússia de ‘ataque devastador’ — CMIO

Os EUA retaliarão duramente se a Rússia usar armas nucleares na Ucrânia, diz o ex-comandante do Exército dos EUA na Europa

Os EUA podem destruir a Frota do Mar Negro da Rússia, baseada na Crimeia, ou suas bases na península, se Moscou recorrer ao uso de armas nucleares na Ucrânia, disse o ex-comandante do Exército dos EUA na Europa, Ben Hodges.

Em entrevista ao Daily Mail na quarta-feira, Hodges descreveu a possibilidade do presidente russo Vladimir Putin ordenar o envio de armas nucleares como “muito improvável.”

Putin não o fará porque “ele sabe que os EUA terão que responder se a Rússia usar uma arma nuclear”, ele alegou.

“A resposta dos EUA pode não ser nuclear… mas poderia muito bem ser um ataque devastador que poderia, por exemplo, destruir a Frota do Mar Negro ou destruir bases russas na Crimeia.” Hodges, que comandou as forças dos EUA na Europa entre 2014 e 2018, disse. “Então, acho que o presidente Putin e aqueles ao seu redor ficarão relutantes em atrair os EUA diretamente para o conflito.”


Rússia iniciará mobilização parcial – Putin

Os comentários foram feitos em resposta ao discurso de Putin mais cedo naquele dia, no qual ele disse que a Rússia está lutando “toda a máquina militar ocidental” na Ucrânia, citando a assistência pródiga em ajuda letal e inteligência fornecida a Kiev pelos EUA, Reino Unido, UE e outros.

“Se a integridade territorial de nossa nação estiver ameaçada, certamente usaremos todos os meios que temos para defender a Rússia e nosso povo”, disse. ele avisou.

O porta-voz do Conselho de Segurança Nacional da Casa Branca, John Kirby, disse que o governo Biden aceitou as palavras de Putin “a sério,” mas insistiu que era “retórica irresponsável para uma potência nuclear falar dessa maneira”.

No discurso, Putin anunciou uma mobilização parcial na Rússia, com o ministro da Defesa Sergey Shoigu esclarecendo mais tarde que cerca de 300.000 reservistas serão convocados.

CONSULTE MAIS INFORMAÇÃO:
EUA levam a sério os comentários de Putin sobre armas nucleares – Casa Branca

A mudança na estratégia de Moscou na Ucrânia ocorreu após o anúncio das Repúblicas Populares de Donetsk e Lugansk, e das regiões russas de Zaporozhye e Kherson, de que realizarão referendos sobre a adesão à Rússia entre 23 e 27 de setembro.

Você pode compartilhar esta história nas redes sociais:

Verificado por RJ983

Conteúdo traduzido

Ver fonte




Mostrar mais

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.