Mundo

Colômbia critica guerra ‘irracional’ contra as drogas — CMIO

O recém-eleito presidente da Colômbia, Gustavo Petro, disse à Assembleia Geral da ONU que campanhas sangrentas contra a produção de cocaína fracassaram e só estão prejudicando seu país.

“Da minha América Latina ferida, exijo que acabem com a guerra irracional às drogas” Petro declarou em seu endereço em Nova York na terça-feira.

“Reduzir o consumo de drogas não requer guerras. Exige que construamos uma sociedade melhor, mais solidária, mais afetuosa”. Ele acrescentou que “demonizado” agricultores recorrem ao cultivo de coca “porque eles não têm mais nada para crescer.”

Maior produtora de cocaína do mundo, a Colômbia é frequentemente pressionada pelos EUA para intensificar as batidas policiais contra fazendeiros de coca e cartéis de drogas.

Petro, que assumiu no mês passado como o primeiro líder de esquerda do país, prometeu repensar a prolongada e sangrenta guerra às drogas na floresta e na selva colombiana. Falando na ONU, o presidente acusou a comunidade internacional de ser “hipócrita” eun termos de combate ao tráfico de drogas e combate às mudanças climáticas.

CONSULTE MAIS INFORMAÇÃO:
A Guerra das Drogas dos EUA não é o que parece – e o novo presidente da Colômbia quer acabar com ela

“A floresta que deveria ser salva está ao mesmo tempo sendo destruída. Para destruir a planta de coca, eles jogam venenos como o glifosato que pinga em nossas águas, prendem seus cultivadores e depois os aprisionam”. disse Petro.

O que é mais venenoso para a humanidade, cocaína, carvão ou petróleo? A opinião do poder ordenou que a cocaína é veneno e deve ser perseguida, enquanto causa apenas mortes mínimas por overdose…

O governo colombiano anunciou anteriormente planos para revisar as políticas de drogas, mas rejeitou relatos de que queria descriminalizar o uso de cocaína.

Os EUA são “não é um defensor da descriminalização”, Jonathan Finer, vice-conselheiro de segurança nacional da Casa Branca, disse ao The Washington Post no mês passado.

Você pode compartilhar esta história nas redes sociais:

Verificado por RJ983

Conteúdo traduzido

Ver fonte




Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.