Mundo

Sanções da Rússia por trás do aumento do preço do diesel na UE – El Pais – CMIO

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






O iminente embargo da União Europeia ao petróleo russo está elevando os preços do diesel em todo o bloco, informou o jornal espanhol El Pais nesta segunda-feira.

Os aumentos no custo da gasolina e do diesel foram desencadeados pela pandemia de Covid-19 e coincidiram com o aumento dos preços do petróleo. No entanto, a situação mudou, pois a UE agora precisa de muito mais diesel do que pode produzir. Mais de um terço do combustível continua a chegar da Rússia, segundo o jornal. Mas um embargo ao petróleo e derivados russos programado para fevereiro de 2023 já está elevando os preços do diesel.

“O diesel é o mais difícil de substituir de todos os produtos petrolíferos russos” economista-chefe da Vortexa disse ao jornal. Ele lembrou que, historicamente, metade do diesel importado da UE vem da Rússia.

De acordo com o veículo, o número de carros a diesel é substancialmente maior no bloco europeu do que nos EUA ou na Ásia, o que dobra o impacto no bolso dos consumidores. O transporte rodoviário de mercadorias, onde a maioria dos veículos de carga utiliza óleo diesel, também foi duramente afetado pelos aumentos de preços. Isso gerou um efeito dominó em toda a cadeia de valor, exacerbando a inflação.

“Quando o embargo entrar em vigor, a Europa terá que substituir um grande número de barris de diesel que agora chegam da Rússia, seja aumentando sua própria produção, importando mais barris de países como Arábia Saudita, Índia ou Estados Unidos a preços mais altos. premium ou uma combinação de ambos”, disse Esteban Moreno, da empresa de análise de commodities Kpler.

CONSULTE MAIS INFORMAÇÃO:
Recessão da zona do euro próxima do inevitável – especialistas da Bloomberg

Outro fator que tem contribuído para a escassez de diesel é o fechamento das refinarias de petróleo que costumavam fabricar o combustível em muitos estados europeus nos últimos anos como parte da agenda verde.

No início de junho, a UE concordou com um embargo de petróleo adiado como parte de seu sexto pacote de sanções anti-Rússia. Sob o embargo, a maioria das importações de petróleo russo será proibida de entrar na UE a partir de dezembro, enquanto as importações de derivados de petróleo serão proibidas a partir de fevereiro.

Para mais matérias sobre economia e finanças, visite a seção de negócios da RT

Você pode compartilhar esta história nas redes sociais:

Verificado por RJ983

Conteúdo traduzido

Ver fonte

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.