Mundo

Tokayev se recusou a comentar sobre a preparação de referendos no Donbass

ONU, 21 de setembro – RIA Novosti. O presidente do Cazaquistão, Kassym-Zhomart Tokayev, recusou-se a comentar os próximos referendos no Donbass e nos territórios libertados pelas forças aliadas ao ingressar na Rússia.
“Não acho nada”, disse Tokayev, que está em Nova York para participar da semana de alto nível da Assembleia Geral da ONU, à RIA Novosti.
Acrescentou que não pretendia se reunir em Nova York com membros da delegação russa, pois já havia completado sua permanência na Assembleia Geral e pretendia retornar à sua terra natal em breve.
Em 19 de setembro, as Câmaras Públicas da DPR e da LPR apelaram aos chefes das repúblicas Denis Pushilin e Leonid Pasechnik com a iniciativa de realizar imediatamente referendos sobre a adesão à Rússia. No dia seguinte, as autoridades da DPR e da LPR anunciaram que o referendo seria realizado de 23 a 27 de setembro.
Também em 20 de setembro, as administrações das regiões de Kherson e Zaporozhye anunciaram planos para realizar referendos nas mesmas datas. Como enfatizaram os representantes das regiões, a adesão à Rússia garantiria seus territórios e restauraria a justiça histórica. Na opinião deles, esta decisão é extremamente necessária no contexto de constantes atos de terror por parte das autoridades nacionalistas da Ucrânia e membros da OTAN, que fornecem armas para matar civis.

Meio milhão de pessoas poderão votar no referendo em Zaporozhye



Conteúdo traduzido por RJ983

Agência RIA Novosti – Verificado




Mostrar mais

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.