Mundo

Kremlin: Rússia e China não têm ambição de dominar o mundo, ao contrário do que afirma o Ocidente


“Rússia e China não estão procurando governar o mundo inteiro quando implementam seus acordos bilaterais. Sabemos que outros países têm essa tendência”, disse ele ao canal de televisão Rossiya 1.
O funcionário do Kremlin chamou os Estados Unidos de força desestabilizadora e “fonte” de ações provocativas.
O porta-voz acrescentou que as sanções dos EUA à Rússia e a ameaça de sanções secundárias à China tiveram um efeito limitado nos laços entre Moscou e Pequim, mas as perspectivas para elas são positivas, disse o porta-voz do Kremlin.
“É claro que há muitas complicações. As sanções e a ameaça de sanções secundárias tiveram um impacto. Mas sua influência é bastante limitada porque a tendência geral permanece positiva”, observou Peskov.
No início deste mês, o presidente russo, Vladimir Putin, fez um discurso no Fórum Econômico do Oriente enfatizando que o domínio dos EUA na política e na economia está diminuindo, enquanto os países não ocidentais se tornam mais poderosos. Ele observou que esse processo ocorre apesar da “teimosia” das elites ocidentais, que não estão dispostas a “ver e reconhecer a realidade objetiva”.
Panorama internacional

Putin: na política e economia globais estão surgindo mudanças fundamentais, que são irreversíveis



Este conteúdo foi verificado por RJ-2309 RJ-0292 RJ-0958

CMIO confirmou esta notícia. Fonte;

Via Sputnik News- IMG Autor




Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.