Mundo

Europol prende ‘alvo de alto valor’ em Málaga — CMIO

O suspeito, que se acredita estar ligado a um clã criminoso com sede em Dubai, teria lavado mais de € 200 milhões

Europol e polícia espanhola detidas “um dos maiores lavadores de dinheiro da Europa”, que aparentemente trabalhou para um cartel internacional de drogas, durante uma operação conjunta, disse a agência de aplicação da lei na quinta-feira.

Segundo a Europol, o suspeito, que se acredita ter movimentado mais de 200 milhões de euros (199 milhões de dólares) em dinheiro ilícito, foi preso em 12 de setembro na cidade espanhola de Málaga como parte de uma operação liderada pela Guarda Civil espanhola.

Embora a agência não tenha divulgado a identidade do que chamou de “alvo de alto valor”, uma fonte da AFP disse que era John Francis Morrissey, 62, um associado do Kinahan Organized Crime Group. De acordo com as autoridades dos EUA, este clã criminoso baseado em Dubai é conhecido por contrabando “narcóticos mortais, incluindo a cocaína, para a Europa e constitui uma ameaça para toda a economia lícita devido ao seu papel no branqueamento de capitais internacional.”

O comunicado dizia que a polícia também prendeu dois de seus cúmplices, com 11 batidas realizadas na Espanha e no Reino Unido.


Drones de drogas subaquáticos apreendidos na Espanha

A Europol observa que o principal suspeito e seus associados estavam coletando grandes quantias de dinheiro de organizações criminosas para que pudessem entregá-lo a outras gangues criminosas em outros países. De acordo com a agência, os supostos criminosos movimentaram dinheiro por meio do sistema bancário clandestino de hawala, que funciona pessoalmente e não envolve a movimentação de dinheiro físico.

Para disfarçar a fonte de sua renda, os suspeitos criaram uma marca de vodka promovida em boates e restaurantes nos arredores de Málaga, bem como várias empresas de fachada para ocultar a verdadeira identidade de pessoas envolvidas em lavagem de dinheiro, diz a Europol.

A investigação, segundo o comunicado, teve início no final do ano passado, quando a polícia espanhola apreendeu 200 quilos de cocaína e 500 mil euros armazenados em veículos com compartimentos ocultos pertencentes à organização criminosa.

A prisão ocorre depois que o Tesouro dos EUA sancionou vários membros importantes do clã Kinahan em abril para impedir suas operações financeiras, oferecendo também uma recompensa de US$ 5 milhões por informações que levem à prisão e condenação de membros.

Você pode compartilhar esta história nas redes sociais:

Verificado por RJ983

Conteúdo traduzido

Ver fonte




Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.