Mundo

Índia não faz parte de esforço do G7 por teto no preço do petróleo russo, diz secretário


A declaração de Kwatra foi dada durante um briefing após o secretário ser questionado sobre a inciativa, anunciada no início do mês pelos ministros das Finanças dos países do G7.

“A Índia não é membro do G7, apenas para ser claro sobre isso […]. Veja, já dissemos várias vezes e em outras plataformas, também, que, quando as entidades indianas saem e tentam responder às necessidades da Índia em matéria de segurança energética e adquirem petróleo, elas essencialmente compram no mercado. Essas não são compras entre governos”, afirmou.

No dia 2, os ministros das Finanças do G7 anunciaram a proposta de impor um teto ao preço do petróleo russo, apelando a todas as nações para que apoiassem a iniciativa. O limite de preços está previsto para entrar em vigor em 5 de dezembro com relação ao petróleo bruto e em 5 de fevereiro de 2023 para os produtos refinados provenientes da Rússia.

© Sputnik / Aleksei MayshevRefinaria de Petróleo de Moscou (MNPZ, na sigla em russo) da Gazprom Neft em Kapotna, Rússia

Refinaria de Petróleo de Moscou (MNPZ, na sigla em russo) da Gazprom Neft em Kapotna, Rússia
A proposta faz parte dos esforços dos Estados Unidos e de seus aliados em exercer pressão sobre a Rússia devido à deflagração da operação militar especial russa na Ucrânia. Em resposta à medida anunciada pelo G7, Moscou promete interromper as exportações de petróleo para os Estados que adotarem o teto de preços.
O ministro indiano da Energia, Hardeep Singh Puri, também comentou recentemente o assunto afirmando que a Índia avaliaria cuidadosamente um eventual apoio à proposta do G7. No entanto o ministro acrescentou que ainda não está claro quais países participarão da iniciativa e quais consequências a proposta traria aos mercados. Singh Puri ressaltou que não há “conflito moral” na compra de petróleo russo, mas existe um dever moral para com os consumidores na Índia.



Este conteúdo foi verificado por RJ-2309 RJ-0292 RJ-0958

CMIO confirmou esta notícia. Fonte;

Via Sputnik News- IMG Autor




Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.