Mundo

Crise energética na Alemanha pode destruir Zona do Euro, diz mídia


“A Zona do Euro depende da Alemanha, por isso, as consequências da turbulência econômica que Berlim atualmente enfrenta vão se sentir por todo o continente”, escreve a colunista.

Conforme a autora, muitos ficaram chocados pelo fato de a Alemanha, pela primeira vez nas últimas décadas, ter registrado déficit da balança comercial.

“A Alemanha era o único grande país da Zona do Euro com a balança comercial sempre positiva. Por isso, não nos devemos surpreender por, à medida que a Alemanha enfraquece, o euro se desvalorizar rapidamente em relação ao dólar, sem falar do franco suíço”, salientou Beppler-Spahl.

Panorama internacional

Inflação na zona euro sobe para 9,1% e se aproxima dos 2 dígitos

O establishment político alemão atribui todos os problemas atuais à crise ucraniana. Contudo, foi precisamente a decisão de fechar as usinas atômicas, tomada pela ex-chanceler alemã Angela Merkel em 2011, que levou à dependência de Berlim do gás russo. Isso se tornou uma das razões principais da crise energética atual, explicou a jornalista.

“São os cidadãos comuns que terão de pagar pelos erros do passado. Mas quem vai pagar se toda a Zona do Euro entrar em colapso, especialmente quando a principal economia da região não é capaz de superar as suas próprias crises? “, questiona a publicação.

Desde o início deste ano, os países ocidentais têm enfrentado um aumento dos preços da energia e uma inflação alta, após terem imposto sanções contra Moscou e recusado os combustíveis russos. Devido ao aumento dos preços dos combustíveis, principalmente do gás, as indústrias nos EUA e nos países europeus em muitos aspectos perderam as suas vantagens competitivas, o que também afetou outras esferas da economia.
Estação de compressão de gás Gascade na fronteira entre a Alemanha e a República Tcheca, 24 de novembro de 2021 - Sputnik Brasil, 1920, 03.09.2022

Panorama internacional

Reuters: ‘Situação do gás na Alemanha é tensa e pode piorar’, diz regulador alemão



Este conteúdo foi verificado por RJ-2309 RJ-0292 RJ-0958

CMIO confirmou esta notícia. Fonte;

Via Sputnik News- IMG Autor




Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.