Mundo

Irã está por trás de ataque cibernético à 'nossa aliada da OTAN' Albânia, diz Casa Branca


No início do dia, a Albânia decidiu cortar relações diplomáticas com o Irã e ordenou a saída dos diplomatas iranianos dentro de 24 horas.
Albânia cortou relações diplomáticas com o Irã depois de acusar o país de tentar um ataque cibernético contra o portal on-line de serviços públicos albaneses, disse o primeiro-ministro albanês Edi Rama.

“Essa decisão [de romper relações diplomáticas] foi divulgada através de nota oficial à Embaixada da República Islâmica do Irã, que foi solicitada a retirar todo seu pessoal diplomático e técnico-administrativo, incluindo o pessoal de segurança, do território da República da Albânia dentro de 24 horas”, disse Rama, conforme citado pelo jornal albanês Daily News.

De acordo com o político, o Irã tentou realizar um ataque cibernético contra serviços do governo em 15 de julho, supostamente incluindo o financiamento de vários grupos cibernéticos para esses fins, o objetivo do ataque cibernético seria de roubar dados do governo e paralisar sistemas albaneses.
Panorama internacional

Após retirada de empresas ocidentais, China aproveitará oportunidades do mercado russo, diz Moscou

“O ataque falhou, e os danos causados podem ser considerados pequenos e, em coordenação com agências especializadas, foi provado que o ataque cibernético foi realizado pelo Irã, que financiou quatro grupos diferentes para atacar a Albânia”, acrescentou Rama.

“Durante semanas, o governo dos EUA trabalhou no terreno ao lado de parceiros do setor privado para apoiar os esforços da Albânia para mitigar, se recuperar e investigar o ciberataque de 15 de julho que destruiu dados do governo e interrompeu serviços do governo ao público.”

A porta-voz de Segurança Nacional dos EUA, Adrienne Watson, acrescentou no comunicado que ficou claro “que o governo do Irã realizou este ataque cibernético imprudente e irresponsável e é [considerado] o responsável pelas operações subsequentes de acesso malicioso e vazamento”.
Os EUA “condenam veementemente o ataque cibernético contra nosso aliado da OTAN, a Albânia”, juntando-se ao apelo do país para que o Irã seja responsabilizado por “este incidente cibernético sem precedentes”, acrescentou.



Este conteúdo foi verificado por RJ-2309 RJ-0292 RJ-0958

CMIO confirmou esta notícia. Fonte;

Via Sputnik News- IMG Autor




Mostrar mais

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.