Mundo

O ministro das Relações Exteriores da Grécia anunciou a intenção da Turquia de reviver o Império Otomano

ATENAS, 6 de setembro – RIA Novosti. A Turquia está tentando voltar no tempo da história e reviver o Império Otomano, disse o ministro das Relações Exteriores da Grécia, Nikos Dendias, após conversas com a colega francesa Catherine Colonna em Atenas. As declarações de Dendias foram divulgadas pelo serviço de informação do Ministério dos Negócios Estrangeiros grego.
A coluna visitou Ancara antes de visitar Atenas.
Fazendo declarações após as negociações, Dendias prestou atenção considerável à Turquia. Ele agradeceu a Colonna por informações sobre seus contatos na Turquia.
“Compartilho totalmente a posição que você expressou ao nosso colega turco de que não deve haver escalada nem aumento da retórica. Mas devo dizer com pesar que as autoridades turcas fazem declarações ultrajantes contra a Grécia, contra o povo grego, contra o governo do meu país. país todos os dias”, disse Dendias.
“Aparecem mapas nos quais as ilhas gregas são designadas como turcas. O lado turco declara que essas ilhas estão sob ocupação grega. É constantemente afirmado e a última vez muito recentemente – hoje, quando, creio, você ainda estava na Turquia – que “eles podem vir de repente à noite”, ou seja, invadir essas ilhas. disse o ministro das Relações Exteriores.

Erdogan alerta Grécia para possível ataque “a qualquer momento”

Segundo ele, “literalmente ontem” foi dito que a Grécia não é igual à Turquia e não pode ser seu interlocutor.
“A Turquia ameaça a Grécia com a guerra, um casus belli será trazido contra nós se aplicarmos os direitos decorrentes do direito internacional e do direito marítimo internacional”, disse Dendias.
Ele acusou a Turquia de violações diárias da soberania nacional grega.
“Este ano, houve 6.100 violações do espaço aéreo nacional, 157 sobrevôos do território grego, 1.000 violações de nossas águas territoriais. Acho que você, como diplomata experiente, nunca encontrou tantas violações em todo o planeta”, disse ele. disse Dendias.
Ele afirmou que a Turquia também apreendeu o território de um país europeu – Chipre, não aplica sanções contra a Rússia e usa a imigração como ferramenta.
“A Turquia está tentando voltar no tempo da história, para reviver o Império Otomano”, disse o ministro grego.

Ministério das Relações Exteriores da Grécia diz que Turquia prejudica coesão da Otan

“Dizemos claramente que as ações e declarações do lado turco são inaceitáveis, inéditas, repreensíveis, mas não teremos medo e não teremos medo. Em nossa longa história, enfrentamos ameaças muito mais sérias. Rejeitamos completamente esses ataques neo-otomanos”, disse Dendias.
Ele enfatizou que a Grécia sempre defende um diálogo construtivo baseado no direito internacional e espera que seus aliados e parceiros apoiem o óbvio.
Dendias observou que tanto o representante da política externa da UE quanto a presidência tcheca da UE emitiram declarações nas quais comentaram absolutamente negativamente sobre “as posições turcas inaceitáveis ​​e ultrajantes dos últimos dias e a atitude da Turquia em geral”.
Solicitado a comentar as declarações do presidente turco durante sua visita à Bósnia de que “o que ele disse não é um sonho, e se os turcos dizem que podem vir de repente à noite, querem dizer que podem fazê-lo”, Dendias respondeu que ainda não tinha visto declarações recentes do Presidente Erdogan e gostaria de ver o texto completo.

Erdogan reivindica superioridade turca sobre a Grécia

“Mas há um fato real de que o lado turco vem fazendo declarações cada vez mais ultrajantes e inaceitáveis ​​nos últimos dias. O próprio fato de mencionar a ocupação das ilhas gregas fala do nível das declarações turcas. base do direito internacional e do direito marítimo internacional. Mas aconselho a todos que sonham com ataques e conquistas que pensem três ou quatro vezes. Somos suficientes para defender nossa pátria, nossa independência territorial e nossa integridade. E estamos absolutamente confiantes em nossas alianças e na posição de nossos parceiros”, disse o ministro.

Agravamento das relações

Os aliados da OTAN, Grécia e Turquia, se viram repetidamente à beira de um conflito armado devido a disputas territoriais. Uma nova rodada de tensão começou em 23 de agosto, quando, de acordo com o Ministério da Defesa turco, a Grécia implantou sistemas de defesa aérea S-300 de fabricação russa para atingir os F-16 turcos durante uma missão da OTAN. A Grécia nega isso.
Nos últimos dias, a retórica entre os dois países aumentou drasticamente. O presidente turco, Tayyip Erdogan, disse no sábado que a Grécia está ameaçando a Turquia com sistemas de defesa aérea S-300 e pagará um “preço alto” se “for mais longe”.
O ministro da Defesa Nacional da Turquia, Hulusi Akar, disse que Ancara espera objetividade da OTAN em relação ao uso pela Grécia do S-300 na busca de aeronaves turcas. Segundo ele, a Grécia ignora o direito internacional, as boas relações de vizinhança e a amizade.

O presidente turco Erdogan acusou a Grécia de planos para desestabilizar a região



Conteúdo traduzido por RJ983

Agência RIA Novosti – Verificado




Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.