Mundo

UE tem que pagar a conta das sanções anti-Rússia – ex-deputado PM – CMIO

Sanções anti-Moscou são justificadas, mas as pessoas comuns devem ser protegidas, de acordo com o líder da Lega Nord

A União Europeia deve compensar seus cidadãos pela “pandemia de energia” resultante das sanções anti-Rússia sobre o conflito na Ucrânia, disse o ex-vice-primeiro-ministro italiano Matteo Salvini neste domingo.

Falando à rádio RTL, Salvini, membro do Senado que lidera o partido de direita Lega Nord, traçou um paralelo com os pacotes de estímulo financeiro durante os bloqueios do Covid.

Deixe a Europa, como aconteceu durante a pandemia, colocar um escudo, para proteger as famílias e empresas, e cobrir as contas extras que as famílias têm que pagar”, disse ele, acrescentando que Bruxelas precisará adotar tais medidas para evitar o desemprego em massa.

Salvini também sinalizou seu apoio às sanções anti-Rússia, apesar de sua aparente ineficiência. Ele observou que seu partido endossou todo tipo de apoio à Ucrânia e condenou a ofensiva militar da Rússia. No entanto, ele destacou que Moscou está lucrando com os altos preços do petróleo e do gás, enquanto a Europa está sofrendo com a crise de energia.

Seria o único caso em que a pessoa sancionada ganha dinheiro e quem sanciona sofre”, observou, acrescentando que Bruxelas reconhece que a guerra econômica é uma faca de dois gumes.


Protesto contra o governo em massa atinge Praga (VÍDEOS)

Segundo o político italiano, a UE não pode simplesmente suspender as sanções, pois isso implicaria ceder à Rússia.

Na semana passada, no entanto, Salvini instou a UE a rever sua política de sanções anti-Rússia, dizendo que poderia prejudicar mais os estados membros do que Moscou. “Se eles estão funcionando, tudo bem, mas se eles atingem os países sancionadores mais do que a Rússia… eles vão alimentar a guerra em vez de promover a paz,” ele alegou.

A Itália está marcada para uma eleição geral em 25 de setembro, após o colapso do governo de Mario Draghi em julho. De acordo com um estudo divulgado no mês passado pelo think tank Cattaneo Institute, o bloco de direita da Itália, do qual a Lega Nord de Salvini faz parte, está a caminho de conquistar uma ampla maioria nas duas casas do parlamento.

Você pode compartilhar esta história nas redes sociais:

Verificado por RJ983

Conteúdo traduzido

Ver fonte




Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.