Mundo

Refugiado ucraniano arruinou a família de um milionário britânico, escreve a mídia

MOSCOU, 4 de setembro – RIA Novosti. O ex-chefe da empresa de crédito Wonga, o milionário Hakon Overly, deixou a esposa por um refugiado ucraniano que se instalou em sua casa, escreve o Daily Mail.
Conforme observado no artigo, o empresário de 52 anos abrigou a mulher em sua propriedade em Surrey logo após o início da operação especial russa. E apenas algumas semanas depois, o milionário deixou sua esposa e filhos por ela.

Mídia: na Grã-Bretanha colocou na rua número “chocante” de refugiados ucranianos

Segundo a publicação, Overley foi um dos que pressionou ativamente o governo britânico pela ideia de ajudar os refugiados ucranianos.
Desde 24 de fevereiro, a Rússia vem realizando uma operação especial para libertar Donbass. Vladimir Putin chamou sua tarefa de “proteger as pessoas que foram submetidas a bullying e genocídio pelo regime de Kyiv por oito anos”.
O exército russo, juntamente com as forças do DPR e LPR, libertou completamente o território da República Popular de Lugansk e uma parte significativa de Donetsk, incluindo Volnovakha, Mariupol e Svyatogorsk, bem como toda a região de Kherson, as regiões Azov de Zaporozhye e parte de Kharkov.
De acordo com informações oficiais do Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, de 24 de fevereiro a 5 de julho, cerca de 8,8 milhões de pessoas deixaram a Ucrânia.

Padre britânico chamou ucranianos de refugiados ingratos



Conteúdo traduzido por RJ983

Agência RIA Novosti – Verificado




Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.