Mundo

Israel bombardeou dois aeroportos sírios – Rússia — CMIO

Aeroportos internacionais de Aleppo e Damasco foram danificados por um ataque de mísseis israelense

O ataque com mísseis de quarta-feira à noite desativou temporariamente o aeroporto internacional de Aleppo, mas também causou danos ao de Damasco, disse o governo sírio na quinta-feira. O ataque, que a Síria atribuiu a Israel, é o primeiro caso conhecido de atingir os dois aeroportos civis no mesmo dia.

Os F-16 israelenses lançaram um total de 16 projéteis de fora do espaço aéreo sírio, confirmou na quinta-feira o vice-chefe da missão de paz russa em Damasco, major-general Oleg Egorov. As defesas aéreas sírias derrubaram três dos mísseis que chegaram, mas os outros atingiram as instalações em Aleppo e Damasco, acrescentou.

De acordo com o Ministério dos Transportes da Síria, a pista de Aleppo foi danificada, mas os reparos estão em andamento e o aeroporto deve reabrir ao tráfego ao meio-dia, horário local, na sexta-feira. Quanto ao aeroporto de Damasco, os danos causados “não afetou” operações, disse o ministério.

“A Síria mantém seus plenos direitos de responsabilizar as autoridades de ocupação israelenses e arcar com todas as responsabilidades legais, morais, políticas e financeiras por atacar deliberadamente os aeroportos internacionais de Damasco e Aleppo e por colocar em risco instalações e vidas civis”. disse o Ministério das Relações Exteriores da Síria em uma carta ao secretário-geral da ONU e ao Conselho de Segurança, segundo a agência estatal de notícias SANA.


Israel ataca aeroporto internacional de Aleppo – mídia síria

Em junho, uma série de ataques israelenses deixaram o aeroporto de Damasco fora de serviço por várias semanas, com o tráfego sendo redirecionado para Aleppo – que só havia reaberto em fevereiro de 2020, após ter sido danificado na guerra civil de uma década. O ataque de quarta-feira é o primeiro caso conhecido de Israel atacando ambos os aeroportos internacionais ativos da Síria.

O aeroporto internacional de Latakia fica ao lado da base aérea de Khmeimim, usada pela força expedicionária russa, e até agora não foi alvo de ataques israelenses.

Israel atacou repetidamente a Síria com mísseis, geralmente disparados do espaço aéreo libanês ou das Colinas de Golã ocupadas, cauteloso com os sistemas de defesa aérea fornecidos pela Rússia a Damasco. Nas raras ocasiões em que o governo israelense reconheceu os ataques, descreveu-os como autodefesa preventiva contra o Irã. Teerã ofereceu ajuda militar a Damasco nos últimos anos contra terroristas do Estado Islâmico (EI, antigo ISIS) e outros militantes radicais.

A Iran International, com sede em Londres, afirmou que o ataque de quarta-feira visava impedir que um avião de carga iraniano aterrissasse, primeiro em Aleppo e depois em Damasco. O avião supostamente pertence a uma companhia aérea que os EUA designaram como afiliada à Guarda Revolucionária Islâmica do Irã e colocada sob sanções.

Verificado por RJ983

Conteúdo traduzido

Ver fonte




Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.