Mundo

Fernández decreta feriado para apoio a Cristina Kirchner após 'ataque mais grave' desde a ditadura

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report







“Cristina continua viva porque, por uma razão que ainda não foi confirmada tecnicamente, a arma, que tinha cinco balas, não disparou, apesar de ter sido acionada”, disse ele em mensagem ao país da Casa Rosada.
Segundo Fernández, o discurso de ódio no país quebrou a convivência pacífica.
“Podemos discordar, podemos ter divergências profundas, mas, em uma sociedade democrática, o discurso de ódio não pode ocorrer porque gera violência”, disse o presidente.
Fernández anunciou que esta sexta-feira, 2 de setembro, será feriado nacional para que a sociedade tenha a oportunidade de manifestar seu apoio pacífico à vice-presidente.
Deputados e senadores argentinos também lamentaram o ataque contra Kirchner, pedindo a cessação imediata das atividades e uma mobilização em repúdio ao ato de violência e agressividade política.
A vice-presidente sofreu a tentativa de atentado por volta das 21h desta quinta-feira (1º), no horário local (em Brasília), quando chegava à sua casa, no bairro da Recoleta, em Buenos Aires.
De acordo com informações do canal argentino CN5, o agressor foi identificado como Fernando Sabag Montiel, de 35 anos, e foi preso pelas forças de segurança após a tentativa de homicídio.
Ele tem nacionalidade brasileira, mas vive há anos na Argentina. Em 2021, recebeu uma advertência da justiça argentina por porte de arma ilegal em sua casa.
Panorama internacional

Argentina busca apoio da Índia para se tornar membro do BRICS fortalecendo cooperação Sul-Sul



Este conteúdo foi verificado por RJ-2309 RJ-0292 RJ-0958

CMIO confirmou esta notícia. Fonte;

Via Sputnik News- IMG Autor

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.