100 balas encontradas na casa de homem que atacou vice-presidente argentino

BUENOS AIRES, 2 de setembro – RIA Novosti. A polícia encontrou 100 cartuchos de munição na casa da vice-presidente argentina Cristina Kirchner, que atacou a vice-presidente argentina Cristina Kirchner, combinando uma arma que visava o político, informa o TN.
Na quinta-feira, um homem apontou uma arma para Kirchner quando ela saiu do carro e caminhou em direção a sua casa em meio a uma multidão de apoiadores. A arma não funcionou. A polícia deteve o agressor, um brasileiro de 35 anos chamado Fernando Andrés Sabag Montiel. Kirchner não ficou ferido.
“A unidade antiterrorista da Polícia Federal fez buscas na casa de Fernando Andrés Sabaga, que tentou matar Cristina Kirchner. A polícia apreendeu um computador, documentos e um telefone. Os agentes encontraram 100 cartuchos de calibre .32”, diz a mensagem do canal. .
Todos os itens apreendidos serão examinados.
Os cartuchos encontrados nas duas caixas correspondiam às armas .32 Bersa usadas no ataque.

Mídia: na Argentina, a identidade do agressor do vice-presidente Kirchner foi estabelecida



Conteúdo traduzido por RJ983

Agência RIA Novosti – Verificado