Mundo

Chipre vai retirar cidadania de sete estrangeiros

ATENAS, 31 de agosto – RIA Novosti. O Conselho de Ministros de Chipre decidiu revogar os passaportes de sete estrangeiros, inclusive devido a sanções da UE, disse o ministro do Interior, Nikos Nouris, após uma reunião presidida pelo presidente Nikos Anastasiades.
“O Conselho de Ministros decidiu hoje iniciar o processo de revogação dos passaportes de quatro investidores e três membros das suas famílias com base nas conclusões da Comissão de Investigação, nas sanções da União Europeia, bem como nas disposições da legislação em vigor, “, disse Nouris.

Mulher ucraniana que ameaçou russos com faca em Chipre será julgada

Ele não deu os nomes dos estrangeiros.
Em abril, foi relatado que o governo cipriota instruiu a iniciar o processo de cancelamento dos passaportes cipriotas de quatro russos da lista de sanções da UE e, em seguida, mais quatro cidadãos russos e suas famílias.
Chipre concede cidadania a investidores e empreendedores estrangeiros desde 2007. Desde 2013, o país opera o Programa de Investimento do Chipre (CIP), segundo o qual os estrangeiros podem obter a cidadania do país em troca de investimento. Desde 2013, o programa incluiu cerca de 8 bilhões de euros de investimentos, as autoridades emitiram cerca de 4.000 “passaportes dourados” para quem investiu 2,5 milhões de dólares na economia. Foi cancelado em 1º de novembro de 2020. A decisão de encerrar o programa foi tomada imediatamente após o lançamento do filme-investigação do canal de TV Al-Jazeera sobre o envolvimento de representantes das autoridades cipriotas em planos de venda de passaportes a criminosos. A investigação causou um escândalo.
Os Estados Unidos e a União Europeia criticam constantemente Chipre por vender passaportes. Em 2018, um relatório do governo dos EUA apresentado ao Congresso apontou Chipre como um dos países que lavam dinheiro de capital russo suspeito em conexão com a emissão de seus passaportes nacionais.

Chipre se opôs à proibição de emissão de vistos para russos



Conteúdo traduzido por RJ983

Agência RIA Novosti – Verificado




Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.