Mundo

Autoridades francesas usando IA para tributar piscinas privadas — CMIO

Autoridades arrecadaram mais US$ 10 milhões em receita tributária em meio à seca severa em todo o país

Autoridades fiscais na França estão usando um novo programa de IA para encontrar milhares de piscinas particulares não declaradas e supostamente geraram US$ 10 milhões em receita tributária adicional graças à tecnologia.

A Direção Geral de Finanças Públicas da França (DGFiP) disse à AFP na segunda-feira que, durante uma fase beta de um ano, a IA descobriu 20.356 piscinas anteriormente não declaradas em nove departamentos franceses. O programa agora será estendido por todo o país, e as autoridades esperam que o sistema seja capaz de identificar outras melhorias de propriedade retidas.

De acordo com as leis fiscais francesas, qualquer modificação em uma propriedade, como a inclusão de uma piscina, deve ser declarada. Os impostos sobre a propriedade na França são baseados no valor do aluguel, o que significa que quaisquer melhorias acarretam um aumento nos impostos. A mídia local estimou que uma piscina típica de 30 metros quadrados significaria um acréscimo de US$ 200 em impostos por ano.

Desenvolvido pelo Google e pela Capgemini, o sistema denominado ‘Terra Inovadora’ cruza imagens aéreas com bancos de dados cadastrais. Como o sistema deve ser implementado em todo o país, as autoridades fiscais esperam que ele aprenda a reconhecer também anexos não declarados, extensões, dependências, grandes galpões de jardim e varandas e traga aos municípios franceses um adicional de US$ 40 milhões em 2023.


Mais de 100 municípios franceses ainda sem água potável

O software ainda tem uma margem de erro de 30%, às vezes confundindo painéis solares, tendas e outras formas retangulares com piscinas, o que significa que os fiscais devem verificar as descobertas do programa. É relatado que existem cerca de 3,2 milhões de piscinas privadas no país.

Enquanto isso, ambientalistas pedem a proibição total de piscinas privadas em meio à onda de calor do verão que causou uma seca severa em muitas partes da França. As autoridades introduziram vários graus de alertas de seca em todos os municípios do país, com pelo menos 66 recebendo o nível mais alto de ‘crise’, restringindo o uso da água para saúde, segurança civil, consumo e saneamento.

O nível de ‘crise’ também significa que é proibido regar jardins, campos de golfe, plantações particulares, encher piscinas, lavar carros ou operar parques aquáticos. A medida também pode se estender à limitação do uso da água para pessoas, animais e espécies aquáticas.

Você pode compartilhar esta história nas redes sociais:

Verificado por RJ983

Conteúdo traduzido

Ver fonte




Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.