Mundo

Ataque ucraniano afeta funcionamento de 2 unidades da usina nuclear de Zaporozhie


A região da usina nuclear de Zaporozhie, sob controle do Exército russo, tem sido alvo de diversas provocações realizadas por Kiev, o que têm deixado a comunidade internacional em alerta para o risco de um grave acidente nuclear. A usina é a maior da Europa.

“Hoje [25 de agosto] como resultado de um ataque das Forças Armadas ucranianas em linhas de energia perto da central nuclear de Zaporozhie, ocorreu um incêndio na zona protegida da linha aérea de 750 kW. O incêndio causou um curto-circuito nas linhas de energia. A proteção do relé de emergência da usina foi acionada e duas unidades foram desligadas. Por causa disso, a região de Zaporozhie ficou sem fornecimento de energia “, escreveu Balitski em seu canal Telegram.

Panorama internacional

O que é a toxina botulínica, arma química usada pela Ucrânia para envenenar soldados russos

Ele acrescentou que imediatamente após o incêndio ter sido eliminado, uma das unidades desconectadas foi reiniciada. O trabalho está em andamento para iniciar a segunda unidade. O fornecimento de energia foi restabelecido em todas as cidades e distritos da região de Zaporozhie.
O Conselho da Duma Estatal (câmara baixa do Parlamento russo) cobrou a Organização das Nações Unidas (ONU) e a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) nesta quinta-feira (25) a exigirem o fim imediato dos bombardeios na usina nuclear.
Soldados da OTAN no tanque alemão Leopard 2 durante exercício da aliança na Lituânia - Sputnik Brasil, 1920, 25.08.2022

Panorama internacional

EUA esperam que Ucrânia adote armas da OTAN em alguns anos, diz Departamento de Defesa

Desde o início de agosto, as tropas ucranianas intensificaram o bombardeio contra a usina, que está sob a proteção dos militares russos para prevenir o vazamento de material radioativo, segundo o Ministério das Relações Exteriores da Rússia.
Os militares ucranianos têm usado mísseis guiados e projéteis de fabricação ocidental durante os ataques.
O representante permanente da Rússia na ONU, Vasily Nebenzya, apontou que se as forças russas deixassem a usina, ela ficaria vulnerável à ação de Kiev e qualquer tipo de provocação para culpar a Rússia poderia ser feita.
Vista das usinas de energia nuclear Angra 1 e Angra 2, no bairro de Itaorna, no município de Angra dos Reis, no sul do estado do Rio de Janeiro. O complexo nuclear na região deve crescer com a construção da usina de Angra 3 - Sputnik Brasil, 1920, 25.08.2022

Notícias do Brasil

‘Angra 3 é projeto prioritário’: presidente de nova estatal explica construção da usina nuclear



Este conteúdo foi verificado por RJ-2309 RJ-0292 RJ-0958

CMIO confirmou esta notícia. Fonte;

Via Sputnik News- IMG Autor




Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.