Mundo

Talibã bloqueia 23 milhões de sites por conteúdo 'imoral' desde a chegada ao poder


Conforme publicou a emissora afegã TOLOnews, citando declaração do ministro das Comunicações da administração Talibã, Najibullah Haqqani, foram bloqueados 23,4 milhões de sites. A publicação não explica o que seria o conteúdo “imoral” apontado pelo regime Talibã.

Haqqani também salientou que o bloqueio em massa se dá em um cenário em que essas páginas estariam sendo mudadas com frequência. “Quando você bloqueia um site, outro estará ativo”, disse.

© AP Photo / Ebrahim NorooziTalibãs realizam guarda de zona de explosão em Cabul, 18 de junho de 2022. Várias explosões e tiros ocorreram em um templo sikh na capital afegã

Talibãs realizam guarda de zona de explosão em Cabul, 18 de junho de 2022. Várias explosões e tiros ocorreram em um templo sikh na capital afegã
Ainda segundo a publicação, Ahmad Masoud Latif Rai, vice-ministro das Comunicações do governo afegão, também teceu críticas ao Facebook (plataforma pertencente à empresa extremista Meta, banida no território da Rússia) por sua relutância em cooperar com as autoridades talibãs na moderação de conteúdo.
“Eles trazem à tona a questão do reconhecimento [do governo] […] e então não cooperam muito bem conosco”, disse Latif Rai.
O governo afegão interino liderado pelo Talibã chegou ao poder no ano passado, após a retirada das tropas dos Estados Unidos do país e o colapso do governo local apoiado por Washington.
A chegada do Talibã ao poder provocou desordem econômica e escassez de alimentos que levaram o país à beira de uma crise humanitária. Milhares de afegãos fugiram do país desde então, temendo violações generalizadas dos direitos humanos e a privação da liberdade de mulheres e meninas no país.



Este conteúdo foi verificado por RJ-2309 RJ-0292 RJ-0958

CMIO confirmou esta notícia. Fonte;

Via Sputnik News- IMG Autor




Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.