Mundo

Inflação na zona do euro atinge recorde histórico – CMIO

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Os preços ao consumidor no bloco monetário de 19 membros aumentaram 8,9% no ano passado, a taxa mais alta já registrada

A inflação anual na zona do euro atingiu um recorde de 8,9% em julho, mostraram os dados mais recentes do escritório de estatísticas da União Europeia, Eurostat, na quinta-feira.

O aumento de 8,6% registrado em junho deve-se principalmente aos preços da energia, subindo de forma constante desde o início do ano. O Índice de Preços ao Consumidor atingiu 7,4% em abril e 8,1% em maio.

Enquanto isso, os preços ao consumidor nos 19 países que usam o euro tiveram um modesto crescimento mensal de 0,1%.

Os preços da energia da zona do euro subiram 4,02% de junho a julho. Outros fatores-chave da inflação foram alimentos, álcool e tabaco, que subiram 2,08%. Por outro lado, os preços dos serviços e dos bens industriais não energéticos registaram crescimentos de 1,6% e 1,16%, respetivamente.

Em julho, o Banco Central Europeu anunciou um aumento da taxa de juros pela primeira vez em 11 anos. O regulador prometeu mais intervenções nos próximos meses, apesar do risco de recessão.

CONSULTE MAIS INFORMAÇÃO:
Bloomberg alerta para recessão na UE

A inflação anual da Alemanha atingiu 8,5% em julho, após uma ligeira queda no mês anterior. As taxas de inflação na França e na Itália foram de 6,8% e 8,4%, respectivamente. Os estados bálticos ainda estão entre os mais atingidos, com a Estônia registrando uma inflação de 22,7%, a Lituânia 20,8% e a Letônia 21%.

Para mais matérias sobre economia e finanças, visite a seção de negócios da RT

Você pode compartilhar esta história nas redes sociais:

Verificado por RJ983

Conteúdo traduzido

Ver fonte

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.