Mundo

MRE ucraniano critica Deutsche Welle por 'materiais pró-russos'


“Apelamos para os nossos parceiros alemães reagirem às narrativas da propaganda russa, que estão sendo divulgadas nos materiais da Deutsche Welle”, escreveu Nikolenko na sua conta no Facebook.

O diplomata ucraniano usou como exemplo da orientação pró-russa da DW as publicações em que se mencionava que “apenas um descuido dos defensores ucranianos pode provocar uma catástrofe nuclear na usina nuclear de Zaporozhie” ou que “a proibição da entrada no Ocidente para os russos não ajudará a vencer [o presidente russo Vladimir] Putin”.
Panorama internacional

Bloomberg: Europa vira as costas à Ucrânia

Anteriormente, a Ucrânia tem várias vezes expressado o seu descontentamento com as ações das autoridades alemãs. Em julho, o assessor do chefe da administração de Vladimir Zelensky, Aleksei Arestovich, afirmou que a Ucrânia ainda não via cinco mil capacetes prometidos para ela pela Alemanha. Nesse contexto, o ex-embaixador ucraniano na Alemanha, Andrei Melnik, até publicou nas redes sociais uma foto de um caracol com um cartucho colado na parede, enquanto a imagem foi acompanhada pela inscrição: “Armas alemãs para a Ucrânia já estão a caminho.”
Ao mesmo tempo, nas últimas semanas começaram a aparecer na mídia informações sobre a perda de interesse de países ocidentais na Ucrânia. Em particular, o colunista do jornal Telegraph, Richard Kemp, escreveu que os aliados acidentais daqui a três meses poderiam perder o interesse em apoiar Kiev, por estarem mergulhados em seus problemas econômicos internos.
Além disso, a edição Politico, referindo-se a dados do Instituto da Economia Mundial de Kiel, responsável pela base de dados de apoio a Kiev Ukraine Support Tracker, comunicou que os seis maiores países europeus ao longo de julho, pela primeira vez desde o início da operação especial russa na Ucrânia, não ofereceram a Kiev nenhuma ajuda militar.
Inauguração do monumento a Stepan Bandera, líder ideológico da Organização dos Nacionalistas Ucranianos, em Lviv (Ucrânia) - Sputnik Brasil, 1920, 13.07.2022

Panorama internacional

Alemanha e Ucrânia estão divididas sobre história de passado comum, diz NYT



Este conteúdo foi verificado por RJ-2309 RJ-0292 RJ-0958

CMIO confirmou esta notícia. Fonte;

Via Sputnik News- IMG Autor




Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.