Mundo

Economia alemã deve encolher — CMIO

A crise energética e o conflito na Ucrânia devem afetar o PIB do país

A economia alemã deve perder mais de € 260 bilhões (US$ 265 bilhões) em valor agregado até 2030 devido ao conflito na Ucrânia e aos altos preços da energia, informou a Reuters na terça-feira, citando um estudo do Instituto de Pesquisa de Emprego (IAB).

De acordo com o estudo, o produto interno bruto (PIB) da Alemanha deve ser 1,7% menor em 2023, enquanto o país terá cerca de 240.000 empregos a menos. Prevê-se que o emprego permaneça neste nível até 2026, quando se espera que os efeitos da crise atual terminem.

A indústria hoteleira do país, já enfraquecida pela pandemia de Covid-19, deverá ser a mais atingida à medida que o poder de compra dos consumidores diminui. Outros setores que provavelmente serão afetados são a indústria química e a produção de metal, pois são altamente dependentes do fornecimento de energia.

O estudo observa que os preços da energia já aumentaram 160% em relação aos registrados antes da operação militar da Rússia na Ucrânia e da subsequente guerra de sanções entre a UE e a Rússia. Se esses preços crescerem ainda mais, o que acontecerá se Berlim parar de comprar energia russa, a produção econômica da Alemanha em 2023 deverá ser quase 4% menor do que seria sem as pressões atuais, segundo o estudo.

CONSULTE MAIS INFORMAÇÃO:
Alemanha contabiliza custo do corte de gás russo

No início deste ano, cinco dos principais centros de pesquisa econômica da Alemanha publicaram uma previsão conjunta sobre o efeito da situação atual no PIB do país. Eles estimaram que a Alemanha poderia perder um pouco menos, € 220 bilhões em PIB, mas em um período mais curto – em dois anos. Eles também previram que o país experimentaria a maior taxa de inflação em sua história moderna, e possivelmente uma recessão, se Berlim não mudar sua posição sobre o fornecimento de energia russo.

Para mais matérias sobre economia e finanças, visite a seção de negócios da RT

Você pode compartilhar esta história nas redes sociais:

Verificado por RJ983

Conteúdo traduzido

Ver fonte




Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.