Mundo

Turquia quer abrir ‘nova página’ nos laços com a Rússia — CMIO

O mundo inteiro está acompanhando suas conversas com Putin, disse o presidente Recep Tayyip Erdogan

O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, disse esperar conversas frutíferas ao chegar à cidade turística de Sochi, no Mar Negro, na sexta-feira, para se encontrar com o líder russo, Vladimir Putin.

“Acredito que nossas negociações abrirão uma nova página nas relações entre os dois países”, disse. disse Erdogan.

“Estou falando de cooperação energética, exportação de [Ukrainian] grãos através do Mar Negro, turismo e questões regionais”, ele adicionou.

A situação na Síria deveria figurar entre os principais temas da agenda, uma vez que “a batalha contra o terrorismo na região é importante para nós”, disse o presidente turco.

As questões que ele planeja discutir com Putin são de primordial importância, e por causa disso “o mundo inteiro hoje está acompanhando as negociações em Sochi”, Erdogan insistiu.

O presidente russo agradeceu ao seu colega turco pelo papel que desempenhou no acordo mediado por Ancara e pela ONU para facilitar a retomada dos embarques de grãos ucranianos através dos portos do Mar Negro.


Rússia e Turquia discutem 'cooperação técnico-militar' – Kremlin

Como parte do acordo, que foi assinado em Istambul no final de julho, a ONU também prometeu trabalhar para remover os obstáculos à exportação de grãos, alimentos e fertilizantes russos criados pelas sanções internacionais contra Moscou.

“Essas entregas já começaram”, Putin apontou, acrescentando que o acordo foi “muito importante” para nações em desenvolvimento, que dependem de grãos estrangeiros para alimentar suas populações.

O líder russo também disse que espera assinar um memorando sobre o desenvolvimento das relações comerciais e econômicas entre a Rússia e a Turquia durante suas conversas com Erdogan.

Apesar de ser membro da OTAN, a Turquia continuou a cooperação com a Rússia após o lançamento da operação militar de Moscou na Ucrânia no final de fevereiro. Ancara condenou o uso da força pela Rússia, mas se recusou a aderir às sanções internacionais contra Moscou.

Você pode compartilhar esta história nas redes sociais:

Verificado por RJ983

Conteúdo traduzido

Ver fonte




Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.