Mundo

Diplomata chinês aponta para o envolvimento dos EUA nas situações da Ucrânia e de Taiwan


“Os EUA querem colocar lenha na fogueira no estreito de Taiwan para criar outra crise além da ucraniana”, disse Lu Shaye no canal de notícias francês LCI nesta sexta-feira (5).

O embaixador chinês enfatizou que a maioria das nações em desenvolvimento não está participando do regime de sanções contra a Rússia e não concorda com os EUA e seus aliados.
Washington também está perdendo sua influência na região Ásia-Pacífico, disse Lu Shaye, acrescentando que esta é a razão pela qual os Estados Unidos querem desestabilizar a situação no estreito de Taiwan.
Notícias do Brasil

Ucrânia: OTAN precisa de inimigos para existir e Rússia se sente eleita para isso, diz Celso Amorim

Mais cedo nesta sexta-feira (5), o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, e seus colegas do Japão e da Austrália emitiram uma declaração conjunta após uma reunião à margem da 55ª cúpula da Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN) em Phnom Penh, pedindo à China que suspenda os exercícios militares.
A China lançou um exercício militar em larga escala no leste do Estreito de Taiwan em resposta à visita da presidente da Câmara dos EUA, Nancy Pelosi, a Taipei nesta semana.
Pelosi, que ignorou as repetidas advertências de Pequim, é a mais alta autoridade dos EUA a ir a Taiwan em 14 anos.
O Ministério das Relações Exteriores da China disse na sexta-feira que a China imporá sanções a Pelosi e seus parentes próximos por causa de sua visita provocativa a Taiwan, que desferiu um sério golpe no princípio de Uma Só China e colocou em risco a paz e a estabilidade no estreito de Taiwan.
O ex-presidente dos EUA Donald Trump fala na Conferência de Ação Política Conservadora (CPAC), em 26 de fevereiro de 2022, em Orlando, na Flórida - Sputnik Brasil, 1920, 03.08.2022

Panorama internacional

‘Crazy Nancy’: Trump chama Pelosi de louca por visitar Taiwan



Este conteúdo foi verificado por RJ-2309 RJ-0292 RJ-0958

CMIO confirmou esta notícia. Fonte;

Via Sputnik News- IMG Autor

Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.