Mundo

Principal centro de refino sanciona ouro russo — CMIO

A Suíça, um importante centro global de refino de ouro, impôs um embargo ao metal precioso da Rússia, após uma proibição semelhante da UE no mês passado.

“As novas medidas dizem respeito principalmente à proibição de comprar, importar ou transportar ouro e produtos de ouro da Rússia. Os serviços relacionados com esses bens também são proibidos”, lê um comunicado de imprensa publicado no site do Conselho Federal da Suíça na quarta-feira.

A Suíça, que não é membro da União Europeia, impôs as restrições “de acordo com as últimas sanções da UE sobre ouro e produtos de ouro”, lê-se a declaração.

A UE aprovou sua sétima rodada de sanções contra Moscou em julho em resposta à operação militar da Rússia na Ucrânia. Além das restrições ao ouro, a Suíça também congelou os ativos do maior banco russo, o Sberbank.


Banco suíço é culpado de lavagem de dinheiro de drogas – mídia

Em maio, a Suíça comprou três toneladas ou US$ 200 milhões em ouro russo, no que teria sido a primeira compra desse tipo desde fevereiro.

O ouro chegou do Reino Unido, mas tinha a chamada designação de origem russa, segundo a alfândega suíça. De acordo com a Bloomberg, isso significa que o ouro foi processado pela última vez na Rússia.

A compra representou cerca de 2% das importações de metais preciosos da Suíça em maio. A nação é um importante centro de refino que processa dois terços do ouro do mundo.

Para mais matérias sobre economia e finanças, visite a seção de negócios da RT

Você pode compartilhar esta história nas redes sociais:

Verificado por RJ983

Conteúdo traduzido

Ver fonte

Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.