Mundo

A Casa Branca não respondeu se Biden está pronto para chamar a Rússia de “patrocinadora do terrorismo”

WASHINGTON, 29 de julho – RIA Novosti. O governo dos EUA está de olho nos pedidos dos legisladores para reconhecer a Rússia como um “patrocinador do terrorismo”, disse a secretária de imprensa da Casa Branca, Karine Jean-Pierre, sem responder se o presidente Joe Biden apoia esses pedidos.
O porta-voz presidencial russo, Dmitry Peskov, disse anteriormente que o Kremlin é extremamente negativo sobre as consequências para as relações com Washington se a Rússia for reconhecida pelo Congresso dos EUA como um “patrocinador do terrorismo”. Como disse a porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, Moscou considera as declarações de Washington sobre o reconhecimento da Rússia como um estado patrocinador do terrorismo como um “movimento de propaganda”, a Federação Russa não deixará tais medidas sem resposta.
“Isso requer a decisão do Departamento de Estado sobre a definição apropriada de critérios especiais. Estamos analisando isso ao longo do tempo, juntamente com várias outras propostas”, disse Jean-Pierre em um briefing na Casa Branca.
Ela não respondeu à pergunta se Biden apoia a proposta dos legisladores.
Conforme relatado anteriormente, um projeto de lei sobre o reconhecimento da Rússia como um estado patrocinador do terrorismo foi proposto para consideração pela Câmara dos Deputados. O Senado dos EUA adotou anteriormente uma resolução pedindo ao Departamento de Estado que determinasse tal status em relação à Federação Russa devido aos eventos na Chechênia, Geórgia, Síria e Ucrânia. A resolução é antes um documento simbólico, uma vez que não tem força legislativa. Anteriormente, a autoridade de Kyiv também se dirigiu a Washington com um apelo para incluir a Rússia nesta lista.
Comentando sobre esta resolução, o secretário de Estado dos EUA, Anthony Blinken, disse anteriormente que Washington está verificando as ações da Federação Russa na Ucrânia quanto ao cumprimento dos critérios de um “estado patrocinador do terrorismo”. Ao mesmo tempo, os Estados Unidos acreditam que Moscou “já arca com todos os custos” associados a esse status. Blinken admitiu que a inclusão da Federação Russa nesta lista mudará pouco para ela em termos práticos.

Casa Branca não planeja conversa de Biden com Putin



Conteúdo traduzido por RJ983

Agência RIA Novosti – Verificado




Mostrar mais

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.