Mundo

O primeiro-ministro da Holanda disse que o país não interromperá a assistência militar à Ucrânia

PARIS, 28 de julho – RIA Novosti. A Holanda não interromperá as entregas de ajuda militar à Ucrânia no verão, declarado O primeiro-ministro Mark Rutte na quinta-feira após uma conversa telefônica com Volodymyr Zelensky.
Mais cedo, o secretário de Estado do Ministério da Defesa do país, Christoph van der Mat, disse que a Holanda havia se aproximado do limite de sua capacidade de apoiar a Ucrânia com equipamentos militares. Além disso, conforme relatado pela mídia holandesa, os planos das autoridades de fornecer instalações de artilharia autopropulsada a Kyiv causaram descontentamento entre os militares do reino.
“… A Holanda continuará apoiando a Ucrânia, especialmente neste momento crucial. Neste verão, o fornecimento de ajuda militar holandesa não vai parar”, escreveu Rutte em seu Twitter sobre uma conversa com Zelensky.
A Rússia já havia enviado uma nota aos países da OTAN por causa do fornecimento de armas à Ucrânia. O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, observou que qualquer carga que contenha armas para a Ucrânia se tornará um alvo legítimo para a Rússia. O Ministério das Relações Exteriores da Federação Russa afirmou que os países da OTAN estão “brincando com fogo” fornecendo armas à Ucrânia. O secretário de imprensa do presidente da Federação Russa, Dmitry Peskov, observou que bombardear a Ucrânia com armas do Ocidente não contribui para o sucesso das negociações russo-ucranianas e terá um efeito negativo.

Lavrov: entregas de armas de longo alcance para Kyiv expandirão a geografia da operação especial





Conteúdo traduzido por RJ983

Agência RIA Novosti – Verificado




Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.