Mundo

Chanceler turco: certos países tentaram bloquear acordo de grãos para prolongar conflito na Ucrânia


Em 22 de julho, a Rússia e a Ucrânia assinaram em Istambul, sob a mediação da Turquia e da ONU, o acordo que elimina as restrições para a exportação da produção russa e prevê a colaboração da Rússia na exportação do trigo ucraniano através do mar Negro.
Discursando na quarta-feira (27) perante a emissora turca tv100, Cavusoglu disse que os países que tentaram atrapalhar também queriam “prolongar” o conflito, por pensarem que, quanto mais durar a operação militar especial russa, mais enfraquecida ficará a Rússia.
Tal declaração foi expressa depois de o ministro da Defesa turco, Hulusi Akar, ter anunciado o lançamento oficial do centro de coordenação de exportação de grãos em Istambul, que vai observar as exportações seguras da Ucrânia através da rota marítima estabelecida, conforme o acordo assinado. O oficial salientou que todos os trabalhos do centro serão coordenados pelos representantes das Nações Unidas.
Panorama internacional

‘Acordo alimentício’ pode ser modelo de solução para crise energética, diz MD turco

Akar também disse que agora mesmo não é preciso empreender nenhum esforço para desminar o mar Negro, a fim de garantir a passagem segura dos navios transportadores de grãos. O ministro destacou que por volta de 25 milhões de toneladas de grãos devem ser exportadas da Ucrânia através dos três portos, tais como Chernomorsk, Odessa e Yuzhny.
Além disso, o vice-ministro das Relações Exteriores russo, Andrei Rudenko, disse aos jornalistas na quarta-feira (27) que os primeiros navios com os grãos ucranianos podem sair dos portos do mar Negro já nos próximos dias.
“Julgando pelo que os nossos colegas turcos dizem, já que o centro de coordenação está situado no território deles, eles esperam que os fornecimentos, pelo menos da Ucrânia, comecem já no futuro próximo”, salientou.
O diplomata russo também expressou a sua esperança de que os parceiros no âmbito do acordo alimentício de Istambul cumprissem todas as suas obrigações.
“Sempre esperamos o melhor. Esperamos que os nossos parceiros também realizem dois componentes deste acordo de grãos: um relacionado às exportações de grãos da Ucrânia e o outro relacionado à suspensão das restrições em relação às exportações de grãos russos em geral”, afirmou o vice-ministro das Relações Exteriores russo.
Na segunda-feira (25), o chanceler russo Sergei Lavrov disse que não há nenhum ponto do acordo que possa impedir a operação militar especial russa na Ucrânia.
Bandeiras da Rússia e da Turquia antes de reunião do ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, com seu homólogo turco, Hulusi Akar, em Istambul, 22 de julho de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 26.07.2022

Panorama internacional

Turquia renova contratos de fornecimento de gás da Rússia



Este conteúdo foi verificado por RJ-2309 RJ-0292 RJ-0958

CMIO confirmou esta notícia. Fonte;

Via Sputnik News- IMG Autor




Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.