Mundo

Trump critica ajuda dos EUA à Ucrânia – CMIO

A UE deu a Kiev apenas ‘uma pequena fração’ do que Washington tem, diz o ex-presidente

Os EUA têm muitos problemas próprios para entregar dinheiro e armas à Ucrânia por seu conflito com a Rússia, disse o ex-presidente dos EUA, Donald Trump. É a Europa que deveria fornecer mais ajuda a Kiev, pois é muito mais afetada pela situação, insistiu.

Falando na Cúpula de Ação Estudantil em Tampa, Flórida, no sábado, Trump lembrou como pressionou os membros da OTAN na UE a aumentar seus gastos com defesa para 2% de seu PIB durante sua presidência. Naquela época, os EUA eram “aproveitado pela Europa”, e agora a mesma coisa está acontecendo novamente na Ucrânia, disse ele.

“Até agora, demos mais de US$ 60 bilhões à Ucrânia. Bem, os países europeus, que obviamente são muito mais afetados do que nós, deram uma pequena fração desse número”, disse. observou o ex-presidente.

Se ainda estivesse no cargo, “poderia ter ido para lá [to Europe] e disse: ‘Ouça, você vai colocar o mesmo dinheiro ou mais dinheiro do que nós.’ E eles teriam feito isso de bom grado”, Trump alegou.


Biden levando EUA à 'guerra mundial' – Trump

“Mas nós apenas damos dinheiro. E temos US$ 35 trilhões em dívidas. Temos todos esses problemas”, disse ele, referindo-se à inflação recorde nos EUA, à crise de energia e outros assuntos.

Trump também duvidou que mesmo os níveis maciços de assistência dos EUA mudariam a situação na Ucrânia. “Agora, é muito mais difícil de resolver”, ele disse sobre a crise. “A Rússia tem 35 vezes mais poder de fogo. E eles estão tentando destruir as armas enquanto as enviamos. Muitas coisas ruins estão acontecendo.” ele adicionou.

Durante seu mandato, os EUA “não tiveram nenhum problema” com Rússia, China ou Coreia do Norte, e “ninguém sequer falou sobre” a Ucrânia, afirmou o ex-presidente.

Mas em apenas dois anos sob Joe Biden, os EUA “passou do mais forte que já foi… para talvez o mais fraco, especialmente quando você inclui reconhecimento e respeito de todo o mundo. Não somos mais respeitados por ninguém”, disse Trump.

CONSULTE MAIS INFORMAÇÃO:
EUA preocupados com a segurança de Zelensky

“Dois anos atrás, éramos independentes de energia… Agora somos uma nação mendigo, com Biden de joelhos implorando por energia de todo o mundo; indo para a Venezuela, Arábia Saudita. Indo para países de todo o mundo, pedindo ajuda”, ele adicionou.

Verificado por RJ983

Conteúdo traduzido

Ver fonte




Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.