Mundo

Multas da China levam empresa de ações em US$ 1,2 bilhão – CMIO

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






As atividades de processamento de dados da gigante da tecnologia colocaram em risco a segurança nacional, afirmou o regulador de segurança cibernética

A China multou a gigante Didi Global em 8,026 bilhões de yuans (US$ 1,2 bilhão) após uma investigação de um ano sobre as práticas de coleta de dados da empresa, anunciou a Administração do Ciberespaço da China (CAC) na quinta-feira.

De acordo com a declaração do CAC publicada em seu site oficial, o regulador concluiu que a Didi violou as leis chinesas que regem a segurança de rede, segurança de dados e proteção de informações pessoais ao coletar ilegalmente informações sobre os usuários de seu aplicativo de carona por um período de sete anos. a partir de junho de 2015. Concluiu-se também que as atividades de processamento de dados da empresa comprometeram a segurança nacional.

O CAC também multou dois executivos da Didi, o fundador e presidente-executivo Cheng Wei e o presidente Jean Liu, em 1 milhão de yuans cada (cerca de US$ 150.000), considerando-os responsáveis ​​pelas violações.

Em um comunicado online em sua conta Weibo, Didi disse que aceitou a decisão do CAC.


China despeja dívida americana – dados do Tesouro dos EUA

A investigação sobre as práticas de coleta de dados da Didi foi anunciada pela primeira vez no ano passado, dias após a oferta pública inicial da Didi na Bolsa de Valores de Nova York. De acordo com fontes da Reuters, apesar das exigências dos reguladores da China para pausar sua listagem nos EUA até que a investigação fosse concluída, Didi seguiu em frente com o float, provocando a ira de Pequim. Sob pressão regulatória, a empresa foi forçada a sair da NYSE e fazer planos para listar em Hong Kong. As ações da Didi, que dispararam após seu IPO nos EUA, dando à empresa uma avaliação de US$ 80 bilhões, sofreram muito com a deslistagem, perdendo mais de 80% de seu valor.

Devido à investigação do CAC, a Didi também foi proibida de adicionar novos usuários ao seu aplicativo, que posteriormente foi removido das lojas de aplicativos na China. O anúncio do CAC não especificou se a multa significava que a empresa agora teria permissão para retornar às lojas de aplicativos chinesas e registrar novos usuários.

A multa da Didi é a maior para uma empresa de tecnologia chinesa desde que a gigante do comércio eletrônico Alibaba Group e a plataforma de serviços Meituan foram multadas em US$ 2,75 bilhões e US$ 527 milhões no ano passado pelo regulador antitruste da China.

Para mais matérias sobre economia e finanças, visite a seção de negócios da RT

Você pode compartilhar esta história nas redes sociais:

Verificado por RJ983

Conteúdo traduzido

Ver fonte

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.