Mundo

Japão compra gás natural mais caro na sua história em meio à crise energética


A Nippon Steel Corp, a segunda maior empresa siderúrgica do mundo, comprou o combustível para entrega em setembro ao preço de 41 dólares (R$ 222) por milhão de unidades térmicas britânicas (MMBtu), informaram dois empresários familiarizados com o assunto à Reuters.
“Com base em um navio padrão transportador de GNL, a carga teria custado entre 132 e 135 milhões de dólares, dependendo da tolerância da carga. Esta é a entrega de GNL mais cara já adquirida pelo país”, esclareceu uma das fontes.
A nação insular está enfrentando o risco histórico de segurança energética, se vendo obrigada a pagar preços altos em um momento em que o fornecimento mundial é escasso, com os preços disparando.
Panorama internacional

Japão pretende garantir participação no projeto russo de energia Sakhalin-2, diz mídia

Ao longo deste ano, Tóquio já sofreu dois grandes cortes de eletricidade, incluindo durante a forte onda de calor no mês passado, enquanto a disputa pelo gás natural aumentou à medida que a União Europeia, junto com os seus aliados, abdicaram do gás russo, comunica a agência de notícias Bloomberg.
Espera-se que este ano o Japão seja o maior importador de GNL, devido a uma campanha governamental destinada a manter as reservas de combustível e evitar a escassez de energia. Além disso, as autoridades apelaram às indústrias e aos proprietários de habitações para utilizarem menos eletricidade, em um novo esforço de ativar reatores nucleares, assim como o uso de energias renováveis.



Este conteúdo foi verificado por RJ-2309 RJ-0292 RJ-0958

CMIO confirmou esta notícia. Fonte;

Via Sputnik News- IMG Autor




Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.