Mundo

IKEA reduz negócios na Rússia – Izvestia – CMIO

A icônica marca sueca de móveis IKEA está encerrando as atividades comerciais na Rússia, informou o jornal Izvestia na quarta-feira, citando suas fontes.

Segundo o diário de Moscou, a empresa informou seus funcionários durante uma assembleia geral e anunciará oficialmente a decisão em breve. A IKEA não abordou os planos para suas lojas no país, mas sua loja online continuará operando.

O serviço de imprensa da empresa confirmou os relatórios, dizendo ao diário comercial RBC que a IKEA reduziria a escala de seus negócios na Rússia, demitindo alguns de seus funcionários e começando a procurar novos proprietários para todas as quatro fábricas russas localizadas em Leningrado, Kirov e Novgorod. regiões.

“O negócio de varejo da IKEA na Rússia continua em pausa. Essa decisão implicará em otimização, o que também afetará muitos funcionários”, disse o serviço de imprensa. A empresa possui 17 lojas e 14 shoppings em toda a Rússia.

A empresa observou que organizaria a venda de utensílios domésticos em armazéns e as datas serão anunciadas posteriormente no site da IKEA.

O serviço de imprensa enfatizou que a situação das cadeias de suprimentos e processos de negócios em todo o mundo se deteriorou significativamente nos últimos meses.

“Em vista disso, não vemos a possibilidade de retomar as vendas em um futuro próximo. Como resultado, [the company] decidiu reduzir a escala dos negócios na Rússia. É uma decisão difícil, mas acreditamos que é necessária”, disse. o serviço de imprensa teria dito.

CONSULTE MAIS INFORMAÇÃO:
Rússia promete ‘cuidar’ de empresas estrangeiras

De acordo com o vice-ministro russo da Indústria e Comércio, Viktor Evtukhov, a IKEA planeja pagar sete meses de salário em compensação aos funcionários que perderem seus empregos.

A Rússia foi o 10º maior mercado da IKEA no ano até agosto passado. Naquela época, as vendas no varejo somavam US$ 1,8 bilhão, ou 4% do total de vendas no varejo da empresa. Em março, a fabricante de móveis se juntou a várias empresas internacionais ao interromper os negócios na Rússia devido a sanções relacionadas à Ucrânia.

Para mais matérias sobre economia e finanças, visite a seção de negócios da RT

Você pode compartilhar esta história nas redes sociais:

Verificado por RJ983

Conteúdo traduzido

Ver fonte

Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.