Mundo

EUA podem pressionar Rússia com tratamento de Bout, diz advogado

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






MOSCOU, 21 de maio – RIA Novosti. A falta de assistência médica por seis meses ao empresário russo Viktor Bout, que cumpre pena de 25 anos de prisão nos Estados Unidos sob a acusação de conspirar para matar cidadãos norte-americanos e apoiar materialmente o terrorismo, pode ser uma tentativa das autoridades norte-americanas de pressão sobre a Rússia com o objetivo de extraditar e devolver para a América o americano Paul Whelan, que está em uma prisão russa, foi condenado por espionagem.
O anúncio foi feito no sábado à RIA Novosti pelo advogado americano de Viktor Bout, Steve Zissou.

Esposa de Viktor Bout diz que não sabe dos planos de trocar o marido

Seis meses atrás, Bout teve sérias queixas sobre uma doença de pele súbita que afetou algumas áreas da pele, incluindo aquelas próximas aos olhos. A administração penitenciária e o Bureau of Prisons dos EUA ignoram tanto os apelos da embaixada russa em Washington sobre esta questão quanto os pedidos de proteção do russo.
O advogado Steve Zissou disse à RIA Novosti que nem a administração penitenciária nem o Bureau of Prisons dos EUA responderam a ele ou aos diplomatas russos como e quando o russo poderia ser visto por um médico.
“Não sabemos o que é. Não sabemos nem se é uma infecção ou uma doença associada a outras causas. Há temores de que essa doença possa afetar negativamente a visão de Victor, até as consequências mais graves”, disse. disse à agência.

Viktor Bout não consegue entrar em contato com a família devido a restrições nas prisões dos EUA

Zissou observou que não pode confirmar nem negar os rumores sobre uma possível troca de Bout, mas acredita que a recente troca de Konstantin Yaroshenko por Trevor Reid mostrou que as negociações sobre a troca de Bout são possíveis em princípio.
“E agora tenho a impressão de que esse tratamento de Victor, que ele não recebe assistência médica há tanto tempo, é uma tentativa das autoridades dos EUA de pressionar as autoridades russas para que retornem aos EUA. Whelan, que a América oficial considera “refém” e cujo nome o presidente Biden chamou em uma conversa com o presidente Putin em Genebra”, sugeriu o advogado.

Advogado Steve Zissou: Autoridades dos EUA não estão interessadas em trocar Viktor Bout

Bout foi preso na Tailândia a pedido americano em 2008 como resultado de uma operação provocativa dos serviços de inteligência americanos e levado para os Estados Unidos. Ele foi acusado de preparar uma conspiração para matar cidadãos norte-americanos e apoiar materialmente o terrorismo.
Booth nega as alegações em todos os aspectos. Na Tailândia, ganhou dois processos de extradição em primeira instância, mas depois, na fase de recurso, as decisões dos tribunais de primeira instância foram anuladas. Ainda sob a jurisdição do tribunal tailandês, Bout foi levado para os Estados Unidos com graves violações das leis tailandesas e americanas.
Em 2012, um júri em Nova York considerou o russo culpado, após o que o tribunal federal o condenou à pena mínima sob os artigos sãos – 25 anos de prisão. Até o momento, o russo cumpriu mais da metade deste mandato.



Conteúdo traduzido por RJ983

Agência RIA Novosti – Verificado

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Mostrar mais

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.