Mundo

Roskosmos se recusou a lançar satélites OneWeb

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






MOSCOU, 29 de março – RIA Novosti. Dada a situação na Ucrânia, a OneWeb e outros clientes europeus se recusariam a lançar seus satélites em foguetes Soyuz, então a Roscosmos decidiu fazê-lo preventivamente, disse Dmitry Strugovets, chefe do serviço de imprensa da corporação estatal, à RIA Novosti.
“A recusa de lançar foguetes transportadores Soyuz-ST do cosmódromo de Kourou foi uma medida preventiva da Roscosmos”, disse Strugovets.

É impossível cooperar com os Estados Unidos no espaço, disse Rogozin

Ele explicou que, muito provavelmente, Arianespace e OneWeb acabariam por rescindir esses contratos sob pressão do público ocidental.
“Isso é perceptível na histeria anti-russa que reina no Ocidente agora”, destacou o interlocutor.
A Rússia se recusou a lançar satélites OneWeb depois que o governo britânico não quis deixar os diretores da empresa, e a própria OneWeb não deu garantias de que os satélites não seriam usados ​​para fins militares. O CEO da corporação estatal, Dmitry Rogozin, disse que a OneWeb iria à falência depois que a Roscosmos se recusasse a fornecer foguetes. Rogozin disse ainda que o complexo de lançamento de foguetes Soyuz no cosmódromo de Kourou, na Guiana Francesa, “ficará desativado para sempre”.
A OneWeb anunciou em 21 de março a conclusão de um acordo para lançar satélites com a americana SpaceX, o primeiro lançamento está previsto para 2022.

Cientistas criaram um navio para voos interplanetários rápidos



Conteúdo traduzido por RJ983

Agência RIA Novosti – Verificado

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.