Mundo

Brasil fica de fora da lista de países considerados hostis pela Rússia


Nesta segunda-feira (7), o Kremlin divulgou uma lista na qual apontou países classificados como hostis para Rússia, alguns deles foram: Austrália, Reino Unido, os 27 Estados-membros da União Europeia, Canadá, Coreia do Sul, EUA, Taiwan, Suíça, Japão, Ucrânia, entre outros. No entanto, o Brasil não foi citado na lista, segundo a Folha de São Paulo.
Apesar de ter votado a favor da resolução da ONU condenando a operação militar especial russa, o embaixador brasileiro na entidade discursou condenando também as sanções. Ao mesmo tempo, o presidente, Jair Bolsonaro (PL), adotou uma postura mais neutra sem críticas.
Na quinta-feira (3), Bolsonaro chamou Putin de “parceiro” e mais uma vez agradeceu seu apoio para garantir a soberania da Amazônia.
Notícias do Brasil

Bolsonaro chama Putin de ‘parceiro’ e agradece apoio à Amazônia

Além disso, na visita de Bolsonaro a Moscou em meados de fevereiro, o mandatário brasileiro disse a Putin que o “Brasil é solidário à Rússia”, quando EUA e OTAN já estavam em intenso desacordo com o governo russo com os exercícios de tropas russas em fronteiras próximas à Ucrânia
De acordo com a mídia, a lista foi baseada em países que aplicaram sanções econômicas à Rússia após o dia 24 de fevereiro – data do início da operação militar –. Desta lista, as sanções mais fortes vieram principalmente dos EUA e da União Europeia.
Confira a lista completa de países citados pelo Kremlin: Austrália, Albânia, Andorra, Reino Unido, os 27 países da União Europeia, Islândia, Canadá, Liechtenstein, Micronésia, Mônaco, Nova Zelândia, Noruega, Coreia do Sul, San Marino, Macedônia do Norte, Cingapura, Estados Unidos, Taiwan, Ucrânia, Montenegro, Suíça e Japão.
A bandeira nacional do Irã acena como a torre de telecomunicações Milad e a bandeira nacional do buildinIran acena quando os togs de telecomunicações Milad são vistos em Teerã, Irã, terça-feira, 31 de março de 2020 - Sputnik Brasil, 1920, 05.03.2022

Panorama internacional

Rússia pede aos EUA garantias escritas de que sanções não vão impedir trabalho com Irã

Caro visitante, tendo em vista o risco de a Sputnik Brasil sofrer bloqueios na Internet, para você não perder nosso conteúdo se inscreva em nosso canal no Telegram.



Este conteúdo foi verificado por RJ-2309 RJ-0292 RJ-0958

CMIO confirmou esta notícia. Fonte;

Via Sputnik News- IMG Autor




Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.