Mundo

Suprema Corte da Colômbia descriminaliza o aborto até a 24ª semana

[ad_1]

A Colômbia é apenas o quinto país latino-americano a descriminalizar o aborto. Argentina, Uruguai, Cuba e Guiana completam a lista. No México o procedimento é permitido até a 12ª semana de gestação, mas apenas em algumas regiões do país.
Conforme a decisão da Suprema Corte da Colômbia, a realização do aborto após a 24ª semana de gestação só será permitida em determinadas circunstâncias, como casos de estupro, risco à saúde da mãe ou se o feto tiver uma condição fatal.
A decisão foi recebida por centenas de manifestantes que se aglomeraram nas imediações da sede da corte na capital Bogotá para protestar contra e favor da medida, conforme publicou a agência AFP.

© REUTERS / Luisa GonzalezEm Bogotá, na Colômbia, manifestantes comemoram em frente Suprema Corte do país após decisão da corte de descriminalizar o aborto, em 21 de fevereiro de 2022

Em Bogotá, na Colômbia, manifestantes comemoram em frente Suprema Corte do país após decisão da corte de descriminalizar o aborto, em 21 de fevereiro de 2022
De acordo com informações da agência, cerca de 5,5 mil investigações sobre supostos abortos foram realizadas desde 1998 e cerca de 250 mulheres foram presas como resultado das investigações.

© REUTERS / Luisa GonzalezEm Bogotá, na Colômbia, manifestantes contra o aborto protestam em frente Suprema Corte do país, em 21 de fevereiro de 2022

Em Bogotá, na Colômbia, manifestantes contra o aborto protestam em frente Suprema Corte do país, em 21 de fevereiro de 2022 - Sputnik Brasil, 1920, 22.02.2022

Em Bogotá, na Colômbia, manifestantes contra o aborto protestam em frente Suprema Corte do país, em 21 de fevereiro de 2022
Ainda segundo a AFP, nenhuma organização tem um número oficial de quantos abortos ilegais são realizados na Colômbia por ano. Apesar disso, a publicação cita um estudo de 2014 do Ministério da Saúde colombiano que estima que anualmente 70 mulheres morrem e 132 mil sofrem complicações durante a realização de abortos clandestinos no país.

[ad_2]

Este conteúdo foi verificado por RJ-2309 RJ-0292 RJ-0958

CMIO confirmou esta notícia. Fonte;

Via Sputnik News- IMG Autor

Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.