Manchetes

Câmara de Osasco e instituto batem cabeça e detonam concurso público

Opinião – A Câmara de Osasco e o Instituto Mais promoveram uma verdadeira lambança no edital do concurso público, divulgado logo após investigação da MP-SP sobre cargos fantasmas.

Além do cancelamento, a CMO permanece sob investigação, com contas rejeitadas (2013) e na iminência de prisões.
A situação seria cômica se não fosse o tempo roubado dos candidatos aos cargos, inclusive grande número de pessoas vindas de cidades do interior (verificamos algumas que viajaram até 500km). Além de R$ 79,00 pagos pela inscrição.

Fica evidente que a cidade de Osasco não deve esperar muito do legislativo local. Quase sempre servindo apenas para nomear ruas, dar títulos ou criar datas. A produção na Casa, guardadas exceções, é muito baixa.

O ‘erro’ foi verificado pela Justiça de SP que impediu parcialmente a realização do concurso para a Câmara. Veja abaixo a lista de cargos cancelados;

Advogado;
Analista de Sistema e Suporte;
Assessor de Comunicação Social;
Jornalista;
Manobrista;
Oficial de Copa e Cozinha;
Oficial de Manutenção;
Operador de Microcomputador;
Operador de Som;
Procurador Legislativo;
Programador de Computador;
Telefonista.

GM – CMIO


 

Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.