Substituto de Ronaldo marca três gols na vitória de Portugal sobre a Suíça – CMIO Esportes

Gonçalo Ramos roubou as manchetes quando os portugueses avançaram para as quartas de final da Copa do Mundo

Portugal venceu a Suíça por 6 a 1 nas oitavas de final da Copa do Mundo no Catar na noite de terça-feira, com Cristiano Ronaldo assistindo do banco durante a maior parte da partida.

Ronaldo foi dispensado pelo técnico Fernando Santos depois de reagir mal ao ser eliminado contra a Coreia do Sul na última partida de Portugal na fase de grupos.

Na sua ausência, Gonçalo Ramos, avançado do Benfica, de 21 anos, foi a estrela do espectáculo com um “hat-trick” e afirmou que o seu caso seria escolhido à custa de Ronaldo no futuro.

Ramos abriu o placar aos 17 minutos, quando aproveitou um passe de João Félix, deu um toque, virou e chutou no canto superior de Yan Sommer.

Dezesseis minutos depois, o capitão Pepe, de 39 anos, marcou de cabeça para dobrar a vantagem.

Ramos não demorou muito após o intervalo para fechar o hat-trick. No segundo, acertou um passe de Diogo Dalot para a área, aos 51 minutos.

Ajudando Raphael Guerreiro a fazer o 4 a 0 antes da hora marcada, Ramos eliminou qualquer chance de uma possível reviravolta para os suíços depois que Manuel Akanji reduziu ao marcar novamente aos 67 minutos, enquanto um sublime João Félix marcou sua segunda assistência.

Ramos não só se tornou o primeiro jogador da Copa do Mundo de 2022 a marcar um hat-trick, mas também o homem mais jovem na história da fase eliminatória do torneio a conseguir o feito desde Pelé para o Brasil na semifinal de 1958 contra a França.

A torcida dentro do Estádio Lusail fez apelos ensurdecedores para a introdução de Ronaldo, que acabou sendo atendida pelo Santos aos 73 minutos, quando Ramos foi expulso em uma substituição tripla.

Cinco vezes vencedor da Bola de Ouro, Ronaldo teve um gol anulado, mas havia mais por vir quando Rafael Leão curvou um excelente chute no canto superior após cortar dentro da área durante os acréscimos.

Ronaldo aplaudiu a multidão e foi o primeiro a descer o túnel enquanto seus companheiros comemoravam.

Seu país agora enfrentará o matador de gigantes Marrocos, que venceu a Espanha na disputa de pênaltis na terça-feira e quer fazer história com sua primeira presença nas semifinais.

No entanto, se eles forem tão produtivos e precisos quanto foram contra os suíços, com 14 finalizações e nove no alvo que levaram a seus seis gols, um confronto nas semifinais com os vencedores de 2018, França ou Inglaterra, pode estar nas cartas para os portugueses.

Verificado por RJ983

Conteúdo internacional

Ver fonte