Esportes

Corredor russo perderá o ouro olímpico — CMIO Esportes

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Natalya Antyukh perderá o título de 400m com barreiras que conquistou nos Jogos de Londres 2012

A atleta russa Natalya Antyukh perderá a medalha de ouro que conquistou nos Jogos Olímpicos de Londres 2012 depois de ser considerada culpada de violações de doping, de acordo com a Unidade de Integridade do Atletismo (AIU).

A AIU anunciou nesta segunda-feira que Antyukh, de 41 anos, teria seus resultados desclassificados do período de 15 de julho de 2012 a 29 de junho de 2013.

A organização disse que a punição foi devido ao uso de um “substância/método proibido” e citou cobranças com base em dados do LIMS (sistema de gestão informacional laboratorial).

O anúncio da AIU observou que Antyukh já havia sido sancionada por supostas violações de doping – o que resultou na perda de sua medalha de ouro no revezamento do Campeonato Mundial de Moscou 2013.

“Atleta que já cumpre a pena máxima de 4 anos por uma 1ª violação sob as regras e seus resultados de 30 de junho de 2013 a 31 de dezembro de 2015 já estão desclassificados. Decisão nacional recorrível”, leia uma declaração.

Antyukh terminou em primeiro lugar nos 400m com barreiras feminino nos Jogos de Londres 2012, registrando um tempo de 52s70 para bater a rival americana Lashinda Demus em segundo. Zuzana Hejnova, da República Tcheca, ficou com o bronze, enquanto Kaliese Spencer, da Jamaica, ficou em quarto.

Antyukh também fez parte da equipe russa que conquistou a prata no revezamento 4 x 400m em Londres, embora mais tarde tenha sido desclassificado devido a alegações de doping contra a integrante da equipe Antonina Krivoshapka.

Antes disso, Antyukh, nascida em São Petersburgo, foi medalhista de prata no revezamento 4 x 400m nos Jogos de Atenas de 2004, onde também conquistou o bronze nos 400m individuais.

Mais tarde, ela conquistou o ouro no revezamento 4 x 400m no Campeonato Mundial de 2005 em Helsinque. Antyukh se aposentou formalmente em fevereiro de 2017.


Rússia espera fim da proibição de dois anos da WADA – chefe antidoping

A Rússia enfrenta acusações de longa data de doping de atletas patrocinados pelo Estado, que foram apresentadas como parte de um relatório de 2016 encomendado pela Agência Mundial Antidoping (WADA) e liderado pelo advogado canadense Richard McLaren.

Muitas das alegações foram baseadas no testemunho do médico Grigory Rodchenkov, o ex-chefe do laboratório antidoping de Moscou, que desde então fugiu da Rússia para os EUA.

Um mandado foi emitido para a prisão de Rodchenkov na Rússia por acusações de tráfico de drogas.

Autoridades russas admitiram que foram cometidos erros em alguns aspectos de seus programas antidoping, mas negaram veementemente as alegações de iniciativas de doping apoiadas pelo Estado.

Dezenas de atletas russos que foram inicialmente banidos após a investigação da WADA tiveram suas proibições anuladas em recurso no Tribunal Arbitral do Esporte (CAS), que afirmou que não havia provas suficientes para impor sanções.

CONSULTE MAIS INFORMAÇÃO:
Ministro das Relações Exteriores da Rússia adverte que os EUA podem tentar sequestrar atletas que consideram uma ‘ameaça’ sob novo ato antidoping contra a WADA

Muitos atletas russos foram forçados a perder os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro de 2016 por causa das acusações de doping contra seu país.

As equipes russas nos Jogos de Inverno de PyeongChang de 2018, Jogos de Verão de Tóquio de 2020 e Jogos de Inverno de Pequim de 2022 competiram sob o status neutro.

As atuais sanções da WADA contra a Rússia – que foram impostas após alegações de manipulação de dados de laboratório de Moscou – devem terminar em dezembro deste ano.

A Agência Antidoping Russa (RUSADA) vem seguindo um roteiro para ser declarada “totalmente reclamação” com o Código WADA.

Verificado por RJ983

Conteúdo internacional

Ver fonte

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.