Esportes

Campeão americano ‘irritado’ com atraso no caso de doping da estrela russa — CMIO Esportes

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Nathan Chen expressou sua raiva sobre a investigação sobre a medalhista de ouro olímpica russa Kamila Valieva

O campeão olímpico americano de patinação artística Nathan Chen disse que os aparentes atrasos na investigação antidoping envolvendo a adolescente russa Kamila Valieva são “super irritante.” Chen está entre aqueles que poderiam ganhar uma medalha de ouro, caso Valieva fosse considerada culpada de uma violação.

“Essa é provavelmente a parte mais difícil, não ter conhecimento da situação” Chen disse à AP sobre a investigação da Agência Antidoping Russa (RUSADA) sobre o caso de Valieva.

“Recebemos atualizações e é sempre, ‘Não temos ideia do que está acontecendo’. Isso é super irritante”, acrescentou Chen, 23, que ganhou o ouro no evento individual masculino em Pequim.

Valieva, de 16 anos, apresentou um resultado positivo para a droga proibida para o coração trimetazidina a partir de uma amostra coletada em dezembro, mas que só foi relatada quando os Jogos Olímpicos de Inverno de Pequim 2022 começaram em fevereiro.


Estrela da patinação russa envia mensagem codificada após prova de caso de doping

A essa altura, Valieva já havia ajudado a Rússia a conquistar a medalha de ouro no evento por equipes de patinação artística. A equipe dos EUA – incluindo Chen – terminou em segundo, enquanto o Japão conquistou o bronze e o Canadá terminou em quarto lugar.

No entanto, a cerimônia de entrega de medalhas para o evento em Pequim foi cancelada depois que surgiram as notícias do teste positivo de Valieva. Se Valieva for considerada culpada de uma transgressão, a equipe russa perderia sua medalha de ouro.

A RUSADA foi encarregada de investigar o caso, e a diretora geral Veronika Loginova anunciou no mês passado que o processo avançaria para um Comitê Disciplinar Antidoping (DAC). A Lonova afirmou que uma audiência era esperada para outubro, embora desde então não tenha havido mais nenhum anúncio.

Valieva foi inicialmente liberada por uma audiência de emergência do Tribunal Arbitral do Esporte (CAS) para continuar a competir em Pequim após a notícia de seu teste positivo. O painel do CAS citou sua condição de menor de idade, bem como a notificação tardia dos resultados da amostra, que foi testada em um laboratório em Estocolmo credenciado pela Agência Mundial Antidoping.

CONSULTE MAIS INFORMAÇÃO:
Rússia espera fim da proibição de dois anos da WADA – chefe antidoping

Valieva e sua equipe técnica mantiveram sua inocência, argumentando na audiência do CAS que o resultado positivo pode ter vindo da contaminação do medicamento para o coração que seu avô estava tomando. Autoridades russas também disseram que Valieva passou frequentemente em outros testes de doping e questionaram o momento do anúncio do resultado positivo.

Depois de estrelar o evento por equipes em Pequim, Valieva terminou em um decepcionante quarto lugar na competição individual feminina, apesar de ser a forte favorita ao ouro, já que seu caso de doping cobrou seu preço.

Valieva e seus colegas russos foram banidos pela União Internacional de Patinação (ISU) de todos os eventos da próxima temporada por causa do conflito na Ucrânia, mas ela aparecerá em uma série de competições alternativas de Grand Prix organizadas em sua terra natal.

Verificado por RJ983

Conteúdo internacional

Ver fonte

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.