Esportes

Ex-estrela da F1 refuta as alegações da bandeira russa — CMIO Esportes

Nikita Mazepin contestou relatos de que ele se recusaria a correr sob status neutro

O ex-piloto de Fórmula 1 Nikita Mazepin esclareceu que estaria disposto a competir no esporte novamente sob o status neutro, rejeitando relatos de que ele só contemplaria um retorno se pudesse usar a bandeira russa.

Mazepin foi demitido pela equipe americana de F1 Haas na véspera da nova temporada em março, após o início do conflito na Ucrânia.

A Haas tomou a decisão apesar de a FIA permitir que pilotos russos e bielorrussos continuem a competir como neutros, sem nenhum de seus respectivos símbolos nacionais.


Piloto russo exilado de olho no retorno à F1

Relatórios nos últimos dias afirmaram que Mazepin só consideraria retornar à F1 se a FIA mudasse sua posição.

Mas o jogador de 23 anos foi às redes sociais na quarta-feira para esclarecer sua posição.

“Eu só queria corrigir o registro, já que vários meios de comunicação me relataram dizendo que me recuso a competir sob uma bandeira neutra”. escreveu Mazepin.

“Este não é o caso. O que eu disse foi que não estou pensando em mudar minha cidadania para competir.

“Eu estava e continuo disposto a competir sob o status neutro e, de fato, o fiz durante a temporada de F1 do ano passado sem problemas.”

Mazepin criticou a forma como Haas lidou com a rescisão de seu contrato, que se seguiu a uma temporada de corridas com a equipe na F1.


Estrela de rali recusa pedidos para 'denunciar a Rússia'

O motorista também acusou o Ocidente de tentar “cancelar” Rússia – algo que ele diz estar por trás da onda de sanções esportivas impostas aos atletas russos.

Além de dispensar Mazepin, a Haas também rescindiu seu contrato de patrocínio com a gigante russa de fertilizantes Uralkali, onde o pai do piloto, Dmitry, era um acionista controlador.

Desde então, Uralkali e Nikita Mazepin revelaram que estão entrando com uma ação legal contra a Haas para recuperar o dinheiro que supostamente é devido pela equipe de corrida.

Desde que deixou a F1, Mazepin participou do Silk Way Rally, realizado na Rússia em julho.

Você pode compartilhar esta história nas redes sociais:



Verificado por RJ983

Conteúdo internacional

Ver fonte




Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.