Esportes

Procurador russo quer 9,5 anos para Griner — CMIO Esportes

O promotor público no julgamento de drogas russo de Brittney Griner pediu um período de nove anos e seis meses de prisão para a estrela do basquete feminino americano.

A demanda veio quando os dois lados fizeram seus comentários finais no Tribunal da Cidade de Khimki, nos arredores de Moscou, na quinta-feira.

“Peço-lhe que nomeie nove anos e seis meses de prisão com pena em colônia de regime geral com multa de 1 milhão de rublos (US$ 16.500)”, o procurador do estado foi citado como solicitando ao juiz, de acordo com a RIA.

Falando por meio de um intérprete, Griner fez seus próprios comentários finais, aproveitando a oportunidade para se desculpar e disse que havia feito “um erro honesto sob estresse.”

“Eu nunca quis machucar ninguém, colocar em risco a população russa ou violar quaisquer leis russas”. Griner acrescentou, observando que ela também queria se distanciar do furor político em torno de seu caso.

Um veredicto é esperado na quinta-feira à noite, horário local, e a condenação máxima pelas acusações é de até 10 anos de prisão.


Trump avalia proposta de troca de prisioneiros Rússia-EUA

Griner, de 31 anos, está detida na Rússia desde 17 de fevereiro, depois que cartuchos proibidos de vaporizadores de óleo de haxixe foram encontrados em sua bagagem no aeroporto de Sheremetyevo, nos arredores da capital russa.

A bicampeã olímpica se declarou culpada no caso, mas disse que os cartuchos acabaram em sua bagagem sem querer.

Griner estava viajando para a Rússia para jogar pelo UMMC Ekaterinburg durante a offseason da WNBA em sua terra natal – uma mudança que ela fez nos últimos anos.

O caso dela atraiu ampla atenção nos EUA, com as autoridades classificando Griner como “detido injustamente”.

O secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, revelou no mês passado que Washington fez de Moscou um “oferta substancial” para a libertação de Griner e do compatriota Paul Whelan, um ex-fuzileiro naval que foi condenado por acusações de espionagem na Rússia.

Os relatórios afirmavam que um acordo de troca poderia ser feito com o empresário russo Viktor Bout, que está cumprindo 25 anos em uma prisão dos EUA por tráfico de armas.

No entanto, a CNN disse mais tarde que Moscou quer que Vadim Krasikov, um cidadão russo condenado por assassinato na Alemanha no ano passado, seja incluído em uma possível troca de prisioneiros.

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, conversou com Blinken na semana passada após um pedido de Washington, confirmaram autoridades em Moscou.


Griner testemunha em julgamento de drogas na Rússia

As autoridades russas têm negado consistentemente que o caso de Griner seja politicamente motivado, apontando que ela deve estar sujeita à lei russa e não deve ser tratada como uma exceção simplesmente porque ela é estrangeira.

Moscou também pediu diplomacia silenciosa por meio de canais estabelecidos, em vez de arrogância.

A equipe jurídica de Griner argumentou que ela deveria ter clemência em seu caso. No início do julgamento, o tribunal recebeu um certificado que dizia que ela tinha uma receita para uso médico de cannabis nos EUA para combater a dor de seus ferimentos.

Griner joga pelo time americano Phoenix Mercury e é oito vezes All-Star da WNBA. Ela é amplamente considerada uma das maiores jogadoras de basquete feminino de todos os tempos.

Verificado por RJ983

Conteúdo internacional

Ver fonte

Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.