Esportes

Técnico de Volkov responde às alegações de racismo do rival do UFC na Rússia — CMIO Esportes

O empresário do astro peso-pesado do UFC, Alexander Volkov, criticou o ex-rival do lutador no octógono, Derrick Lewis, por comentários que ele fez sobre suposto racismo na Rússia.

Nocauteando Volkov no terceiro round do encontro de 2018, Lewis deve enfrentar outro russo em 15-1 Sergei Pavlovich no UFC 277 em Dallas no sábado.

Em um evento de mídia do UFC durante a semana da luta, Lewis deu uma entrevista onde falou sobre fazer mudanças em seu acampamento e comentou que muitas vezes perguntavam de onde ele conseguiu seu nome de ringue ‘The Black Beast’.

“Eu sempre acho que é uma armação, toda vez que eles me perguntam isso”, disse Luís.

“Especialmente de um país estrangeiro, porque eles automaticamente pensam que é racista. Eu tento não alimentar muito isso. Já da Rússia, da Alemanha, eles nascem da suástica”, disse. ele corajosamente afirmou.

Abordado sobre esses comentários pela Match TV, o gerente de Volkov, Ivan Bannikov, observou que Lewis havia dito que um “coisa terrível”.

“Se ele tivesse uma cor de pele diferente, ele mesmo teria sido destruído por racismo. Mas acontece que ele pode se dar ao luxo de culpar todos ao seu redor. [him] para o racismo”, acrescentou Bannikov.

Vindo de uma derrota por nocaute para Tai Tuivasa no UFC 271, o quinto colocado Lewis estará se aproximando do Last Chance Saloon com mais uma derrota para Pavlovich, que seria sua terceira em suas últimas quatro lutas.

Apesar de ter perdido em sua estreia no UFC para Alistair Overeem, Pavlovich está atualmente em uma sequência de três vitórias e deve aproveitar a chance de ficar entre os cinco primeiros.


Lutador em ascensão do UFC mata 'Black Beast' com nocaute brutal de cotovelada (VÍDEO)

Se as palavras do ex-campeão dos meio-pesados ​​e pesos pesados ​​Daniel Cormier valem alguma coisa, Pavlovich pode estar em uma situação difícil.

Agora aposentado e trabalhando como comentarista, Cormier disse a Lewis esta semana que tinha “nunca fui atingido mais forte na minha vida” do que quando ‘DC’ o derrotou em uma luta pelo campeonato em novembro de 2018, após a vitória de Lewis em Volkov.

Cormier venceu por finalização com um mata-leão, e o mais próximo que Lewis chegou desde então de conseguir uma chance no atual rei dos pesos pesados ​​Francis Ngannou, que o próprio Lewis liderou por decisão unânime, foi quando enfrentou Ciryl Gane pelo título interino. em agosto passado, mas foi parado no terceiro round no UFC 265.

Você pode compartilhar esta história nas redes sociais:

Verificado por RJ983

Conteúdo internacional

Ver fonte




Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.