Diretiva Nacional

Cachorro-do-mato atropelado é resgatado em Joanópolis (SP)

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Por Fátima ChuEcco (em colaboração para a ANDA)

Divulgação

Em mais uma missão inesperada de salvamento, o casal de ambientalistas Marcos e Silvia Pompeu, do Santuário Ecológico Rancho dos Gnomos, se deparou na noite de quarta-feira, dia 22 de março, com um cachorro-do-mato caído na Estrada Entre Serras e Águas, na região de Joanópolis, Interior de SP. O trecho costuma ter animais silvestres e domésticos atropelados.

“Como fazemos todas as vezes, em casos como este, paramos o carro com a intenção de remover o corpinho da estrada, porém, desta vez, para a nossa feliz surpresa, ele estava vivo, mesmo com respiração muito ofegante, sangramento na boca e escoriações pelo corpo”, conta Silvia.

O casal colocou o cachorro no carro e levaram para o Rancho. Imediatamente contataram a veterinária Carla Spechoto, que já cuida de alguns animais silvestres do santuário. “Foi possível estabilizar o delicado quadro e após 24 horas ele apresentou melhora significativa. Está se alimentando bem e permanece em observação para possível soltura, caso se recupere por completo”, comenta a ambientalista.

Divulgação

O cachorro-do-mato tem hábitos noturnos. Gosta bastante de frutos, contribuindo para a dispersão de sementes. Alimenta-se também de ovos, pequenos mamíferos, aves e répteis. Pode ser encontrado em florestas, cerrados e campos da América do Sul. Em geral possui uma pelagem cinza-clara de base amarela com uma faixa dorsal negra. A cauda costuma ser bem peluda lembrando a de uma raposa.

Embora não estejam em extinção, o número desses animais vem caindo drasticamente devido a desmatamentos e atropelamentos. A proximidade com áreas urbanas também causa problemas à espécie que é suscetível a doenças de cães domésticos.

“Ele é um jovenzinho muito carinhoso e estamos buscando um nome para ele antes dele partir, pois, esperamos poder libertá-lo em breve. Quem quiser dar sugestões pode fazê-lo acessando nosso Facebook”, diz Silvia.

Esse é mais um exemplo do incansável trabalho realizado pelo Rancho dos Gnomos ao longo de mais de duas décadas. No momento o Rancho enfrenta um momento muito difícil, pois, embora um financiamento coletivo tenha possibilitado a compra de um terreno em Joanópolis para acolher melhor os mais de 200 animais, ainda falta verba para a construção dos recintos. Assim, leões, macacos, aves e muitos outros animais selvagens e silvestres que não têm condições de voltar para o seu habitat natural, continuam à espera de ajuda na antiga sede, em Cotia (SP).

Divulgação

Para ajudar os animais do Rancho basta acessar aqui e fazer uma contribuição a partir de R$ 10. Essa quantia já dá direito a ter o nome eternizado na entrada dos recintos dos animais.

*Fátima ChuEcco é jornalista ambientalista e atuante na causa animal

Comments

comments

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.