Destaques

Bebida nacional, cachaça tem queda de produtores, mas aumento de marcas

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Água que passarinho não bebe, pinga, caninha, mardita, mé, aguardente. A cachaça, uma bebida genuinamente brasileira, está presente em todo território nacional.
Mas, em 2019, houve uma queda do número de produtores da bebida em 22% em relação a 2018. De 1.397 produtores registrados, o número caiu para 1.086 no ano passado. É o que mostra o estudo “A cachaça no Brasil”, publicado nesta semana pelo Ministério da Agricultura.
Segundo o estudo, a diminuição se deve principalmente pela redução, em 41%, dos fabricantes de aguardente – que tem normas distintas da cachaça. Os produtores da cachaça tiveram uma queda bem menor, de cerca de 6%.
Para o Ministério da Agricultura, cachaça é a bebida feita a partir do caldo da cana-de-açúcar, com composição alcoólica entre 38 e 48%. Já a aguardente é um destilado alcoólico simples (nem sempre de cana-de-açúcar), com composição entre 38 e 54%.
O estudo indica um aumento de 9% na quantidade de marcas de cachaças, que chegou a 4.003 diferentes em 2019. Entretanto, a aguardente teve uma queda de 62%, sendo apenas 701 marcas no ano passado.
Mas como diz a tradição popular, cachaça boa é a de Minas. Isso porque o estado concentra a maior parte dos produtores do país, cerca de 42%. Minas alavanca a região Sudeste, que representa 70% dos produtores nacionais.
Felipe Jannuzzi, especialista em destilados, fala que uma das especialidades do estado são as cachaças armazenadas em bálsamo, principalmente na maior cidade produtora do país, Salinas.
Os produtores do Nordeste representam 14%; do Sul, 11%; centro-oeste, cerca de 4%; e a região Norte com 1% da produção total.

E as projeções do setor para 2020, com a pandemia do coronavírus, são ainda piores. Carlos Lima, diretor-executivo do Instituto Brasileiro da Cachaça, afirma que a projeção é uma queda de 22% da produção neste ano.
Segundo Carlos, as exportações já caíram 33% em termo de valor e 15% em volume. O setor tem uma produção estimada entre 700 a 800 milhões de litros da bebida por ano.

  Fact-checking   Autentic   DMCA   Report






Mostrar mais

CMIO

Conselho de Mídia Independente - Grupo independente, de atuação jornalística; baseado em SP. Replica e elabora conhecimentos e assuntos de utilidade pública.

Artigos relacionados

Adblock Detected.

Desative seu AdBlock para poder acessar o conteúdo gratuito. Disable your AdBlock.